Guerra Franco-Prussiana, o surgimento do Império Alemão e as consequências

Guerra Franco-Prussiana, o surgimento do Império Alemão e as consequências

Publicado: fevereiro 15, 2013 por erickchba2 em Século XIX
0
Com a Áustria enfraquecida, Bismarck via a grande possibilidade para a concretização dos planos de unificação prussianos. Mais uma vez, seguindo sua realpolitik, o chanceler cria um inimigo externo comum para todos os povos alemães, com o intuito de unifica-los e alimentar o nacionalismo: a França, que desde a finalização dos tratados de Vestifália, em 1648, havia tomado a Alsácia e Lorena dos germânicos; se opunha às aspirações de unificação da Prússia; e era contra a candidatura de Leopoldo da Prússia como rei da Espanha (cujo trono se encontrava vago).
A Prússia, com apoio dos Estados germânicos do sul e do norte, declara guerra à França em 1870, iniciando a Guerra Franco-Prussiana. O conflito termina em 1871 com a vitória germânica, com estes tomando parte importante da Alsácia-Lorena e a França pagando pesadas indenizações de guerra, após as negociações do Tratado de Frankfurt.
germany_1871
Território do Império Alemão em 1871. Territórios da Alsácia e Lorena (conquistados da França) em marrom claro, em baixo, à esquerda.

Em janeiro daquele mesmo ano, em Versalhes, Guilherme I Hohenzollern da Prússia foi coroado como imperador da Alemanha Unificada.
Wilhelm1
Kaiser Guilherme I da Prússia.

wilhelmIVersalhees
Em Versalhes: Coroação de Guilherme I como imperador alemão (segundo, da direita para esquerda, no topo do altar).

Como resultado do processo de unificação, tem-se:
-Enfraquecimento da Áustria-Hungria, que perde territórios, poder e influência, já que perdeu os conflitos contra os germânicos e contra os italianos (ambos em processo de unificação).
-Relativo enfraquecimento da França, que perde importante parte dos territórios da Alsácia e Lorena (fonte de recursos naturais, como o ferro) para a na nova Alemanha unificada.
-Surgimento de uma forte e relevante potência europeia, o Império Alemão, como uma nação militarista, com sede de crescimento e aspirações revisionistas do Status Quo vigente.

http://diariodosextremos.wordpress.com/2013/02/15/guerra-franco-prussiana-o-surgimento-do-imperio-alemao-e-as-consequencias/
 Obrigado pela visita, volte sempre.
  pegue a sua no TemplatesdaLua.com