quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Qual é a origem da câimbra e quais as consequências em nosso organismo?

Qual é a origem da câimbra e quais as consequências em nosso organismo?

Beatriz Santomauro (bsantomauro@fvc.org.br). Com reportagem de Rita Trevisan

O sintoma sinaliza que há algum desajuste de ordem metabólica no corpo, como fadiga muscular, suprimento de sangue insuficiente ou desequilíbrio de minerais no organismo, como o cálcio, o sódio e o potássio. O problema pode se manifestar no momento em que um esforço físico cause incômodo, quando a pessoa transpira muito ou se há uma grande concentração de ácido lático no músculo. Porém as chances de que a câimbra apareça são menores se, antes da atividade física, forem feitos alongamentos que ajudem a preparar a musculatura. A ingestão de líquidos também ajuda a evitá-las, já que eles auxiliam na hidratação do corpo. Se o problema aparecer durante uma aula, o professor pode ajudar o aluno a encontrar uma posição mais confortável, para descontrair a musculatura, ou fazer uma massagem suave, para amenizar o desconforto. Em poucos segundos, a dor tende a desaparecer, sem implicar em consequências para a saúde.

Consultoria Marcos Neita, professor de Metodologia do Ensino da Universidade de São Paulo (USP).


Pergunta enviada por Rubens Oliveira Simões Pinto, São Paulo, SP




Sais Minerais

Saiba mais sobre a importância dos sais minerais em nosso organismo, funções, onde eles podem ser encontrados, conheça alguns tipos como cálcio, ferro, potássio, magnésio, fósforo, zinco, bibliografia


Informações 

Diferentemente dos carboidratos, lipídios e proteínas, os sais minerais são substâncias inorgânicas, ou seja, não podem ser produzidos por seres vivos. 

Sua maior parte está concentrada nos ossos. Entre os mais conhecidos estão o cálcio, o fósforo, o potássio, o enxofre, o sódio, o magnésio, o ferro, o cobre, o zinco, o selênio, o cromo, etc. 

Estas substâncias inorgânicas possuem funções muito importantes no corpo e a falta delas pode gerar desequilíbrios na saúde. Contudo, há alguns minerais como, por exemplo, o alumínio e o boro, que podem estar presentes no corpo sem nenhuma função.

Principais funções dos sais minerais:

Os minerais possuem um papel bastante importante em nosso organismo.

- Atuam como componentes importantes na formação e manutenção dos ossos do corpo humano (principalmente os fosfatos de cálcio);

- Através de sua ação que as reações enzimáticas são reguladas;

- Participam da composição de algumas moléculas orgânicas;

- Agem na manutenção do equilíbio osmótico; 

Como o corpo não é capaz de produzir minerais, eles devem ser ingeridos através de uma alimentação que forneça quantidades adequadas destas substâncias. Caso haja excesso, este será eliminado através das fezes e da urina.

Abaixo segue uma lista com alguns minerais e onde eles podem ser encontrados.

Cálcio (Ca) - pode ser encontrado em leite e derivados, couve, espinafre e brócolis.
Fósforo (P) - é encontrado em carnes, ovos, cereais, etc.
Potássio (K) – mineral encontrado na banana, melão, batata, ervilha, tomate, frutas cítricas, etc.
Enxofre (S) – em carnes, peixes, ovos, feijão, repolho, brócolis, cebola, alho, germe de trigo, etc.
Sódio (Na) – é encontrado no sal de cozinha, algas marinhas, etc.
Magnésio (Mg) – encontrado em verduras, maçã, figo, nozes, soja, gérmen de trigo, aveia, etc.
Ferro (Fe) – encontrado em carnes em geral, fígado, gema de ovo, aveia, feijão, aspargos, etc.
Cobre (Cu) – encontrado em fígado, trigo integral, ervilhas, amendoim, nozes, etc.
Zinco (Zn) – carnes em geral, ovos, peixes, germe de trigo, castanha do Pará, ervilha, etc.
Selênio (Se) – tomate, milho e outros cereais.
Cromo (Cr) – carnes, mariscos, cereais, etc.


Como eliminar o ácido lático causado por exercícios físicos?

por Patrícia A. de Carvalho, São Paulo, SP

O melhor remédio para combater o excesso de ácido lático que provoca dores musculares é mais exercício, só que em doses menores, segundo o médico especialista em esportes Luiz Eduardo Martins Castro, da Escola Paulista de Medicina. Quando uma pessoa realiza esforço físico, seu organismo "queima" glicose, que está armazenada no corpo, principalmente com o oxigênio proveniente da respiração. Essa reação produz energia. Se o exercício estiver além do que o atleta está condicionado a fazer, a queima da glicose através do oxigênio não será suficiente e o organismo queimará a glicose sozinha. Essa reação solitária produz o ácido lático, que é um dos causadores das dores musculares. O melhor procedimento para evitar sua formação é, depois de fazer um exercício, realizar por alguns minutos outro exercício (correr, pedalar, nadar) em menor intensidade. Esse procedimento ajuda a desintoxicar a musculatura porque uma parte do ácido lático, que também pode servir como fonte de energia, passa a ser queimada. Outro procedimento é massagear o local dolorido, aumentando a irrigação sanguínea da região e facilitando a eliminação do ácido. "Mas não se sabe realmente se o ácido lático é o único responsável pelas dores que surgem após os exercícios. Elas podem também ser causadas por microlesões no músculo", lembra Castro.



 Obrigado pela visita, volte sempre.

Postar um comentário