Pular para o conteúdo principal

Como trabalhar o natal na escola


317754 natal escola4 Sugestões para comemorar o Natal na escola
É na escola que as datas festivas ganham mais força e intensidade, principalmente, na comemoração. É dia do índio, dia da árvore, dia das crianças e assim por diante. Toda data comemorativa é lembrada e vivenciada na escola, sendo assim, com o Natal  não poderia ser diferente. As crianças vivem com  intensidade, essa que é uma das datas mais importantes na infância. Mas, como comemorar o natal na escola? Essa é uma dúvida muito comum entre professoras e demais profissionais das instituições.
A professora pode começar com os ensinamentos do Natal, como o significado de cada símbolo natalino. A criança descobre coisas novas e fica por dentro do que envolve essa data tão especial. Muitos não fazem ideia de que cada detalhe tem um significado especifico. Todos os significados você encontra aqui no Mundo das Tribos.
317754 Sugestões para comemorar o natal na escola1 Sugestões para comemorar o Natal na escola
Trabalhar com músicas natalinas, também, é uma opção. Para crianças mais novas, a pintura é o mais indicado. Imprima desenhos em preto e branco, relacionados com o Natal, como árvore,Papai Noel, presentes e assim por diante. A pintura é algo que conquista crianças de diferentes idades, principalmente as menores.
Entre as sugestões para comemorar o natal na escola, o amigo secreto não pode ser deixado de lado. A troca de presentes por mais simbólica que seja, é uma das partes mais apreciadas pelas crianças. A professora pode fazer uma reunião com os pais para organizar os detalhes dos presentes, comes e bebes. A troca pode ser de produtos simbólicos, como chaveirinhos, chocolate etc.

317754 natal escola1 Sugestões para comemorar o Natal na escola
São muitas as opções para um natal divertido na escola, independente da idade da turma. Quanto mais crianças, mais opções de divertimento. Conforme o tempo vai passando, elas vão desacreditando de todo o conto de fadas, o que torna mais difícil para trabalhar em cima de artigos natalinos. Mas, independente da idade, vale a pena comemorar o dia de Natal. Uma festinha para os alunos, também, é uma opção bem interessante.
Conte a história do Natal, do Papai Noel, curiosidades natalinas etc. As crianças adoram aprender coisas novas, principalmente, quando o assunto as interessa.  Essas foram apenas algumas dicas para comemorar o natal na escola. É preciso usar a imaginação para que essa data seja vivida com força total na escola, em casa e em qualquer outro lugar. É na infância que o Natal ganha mais força e vida. Isso não pode ser deixado de lado.



http://www.mundodastribos.com/sugestoes-para-comemorar-o-natal-na-escola.html
Obrigado pela visita, volte sempre.

Postagens mais visitadas deste blog

Carta de intenção Especialização: MODELOS DE CARTAS DE INTENÇÕES

A carta de intenção deve ser endereçada a coordenação do curso de especialização de interesse do candidato enfatizando os seguintes pontos: 

1) Identificação do candidato: Nome e formação universitária. 
2) Breve introdução sobre conhecimentos relacionados ao curso. 
3) Experiência acadêmica ou profissional na área de abrangência do curso, se houver. 
4) Interesse pessoal do candidato na área. 
5) Possibilidades de aproveitamento do curso em sua atuação profissional. 
6) Expectativas em relação ao curso. 

Obs.: A carta deve ser desenvolvida em no máximo 30 linhas. 

Estas regras eu não acredito que tenham que ser seguidas a risca. Vai do bom senso. 
O candidato deverá elaborar um documento, tendo no máximo duas laudas, escrito em Arial (tamanho 12) e espaço 1,5 entre as linhas >> 
A Carta de Intenção deverá conter as seguintes informações: 
1-Os motivos de ordem profissional e intelectual que o motivaram a candidatar-se, e qual a sua perspectiva com relação ao curso. 
2-Experiência acadêmica…

Planos de Aula: Educação Física de 1ª à 4ª série do ensino fundamental.

Planos de Aula
CONTEXTUALIZAÇÃO Para que se compreenda o momento atual da Educação Física é necessário considerar suas origens no contexto brasileiro, abordando as principais influências que marcaram e caracterizaram esta disciplina e os rumos que se delinearam. No passado a Educação Física esteve estreitamente vinculada às instituições militares e à classe médica. Esses vínculos foram determinantes, tanto no que diz respeito à concepção da disciplina e suas finalidades quanto ao seu campo de atuação e à forma de ser ensinada. Por suas origens militares e por seu atrelamento quase servil aos mecanismos de manutenção vigente na história brasileira, tanto a prática como a reflexão teórica no campo da Educação Física, restringiram os conceitos de corpo e movimento (fundamentos de seu trabalho) aos seus aspectos fisiológicos e técnicos. Atualmente, a análise crítica e a busca de superação dessa concepção apontam a necessidade de que, além daque…

Gêneros Orais e escritos na escola” DOLZ , J. e SCHNEUWLY, B. (resumo)

Gêneros e Progressão em Expressão Oral e Escrita. Elementos para reflexões sobre uma experiência suíça (francófona). In “Gêneros Orais e escritos na escola”DOLZ , J. e SCHNEUWLY, B.
Este livro reúne um conjunto de nove artigos de Schneuwly, Dolz e colaboradores, traduzidos e organizados por Rojo e Cordeiro, cuja análise centra-se no texto como “a base do ensino-aprendizagem de língua portuguesa.” (p.7).
1 - Apresentação: Gêneros Orais e Escritos como objetos de ensino: modo de pensar, modo de fazer. Foi na década de 1980, no Brasil, que estudos e práticas pedagógicas começaram a serem desenvolvidas tendo o texto como fundamento. De lá para cá, o texto, na maioria das vezes, vem sendo tomado como um objeto empírico através do qual se efetivam práticas de leitura, análise lingüística e produção de textos. Inserindo-se no rol de estudiosos do tema que criticam essa abordagem limitada do uso do texto, as organizadoras esclarecem que, a partir do século XXI, novas pesquisadas vêm sendo produz…