Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Augusto jorge cury inteligência multifocal

Augusto jorge cury inteligência multifocal from Fernanda Anderle

Obrigado pela visita, volte sempre.

Filosofia espiritualidade

Filosofia espiritualidade from socialceia

Obrigado pela visita, volte sempre.

AS PSICOPATOLOGIAS NA C LÍNICA JUNGUIANA slides.

Jung from Kika Kika

Obrigado pela visita, volte sempre.

Blog do João Maria: Indicação de leitura- História da Pedagogia: Franco ...

>Obrigado pela visita, volte sempre.

Vídeos enviados (playlist)

Obrigado pela visita, e volte sempre.

Vídeo-aula. Como Numerar Página apartir de uma página escolhida

Obrigado pela visita, volte sempre.

Ser vice... na escola

Ser vice... na escola


Por Marcus Vinicius de Azevedo Braga *

Vice, adjunto, sub, sota, substituto. Vários nomes, mas chamaremos genericamente o titular desse cargo de vice. Toda escola, via de regra, tem um diretor e um vice. Mas é desse fundamental – esquecido - representante substituto nas escolas que iremos falar nesse breve artigo, com um pouco de humor, não para ofender, mas para provocar a reflexão sobre o assunto.

Como dizia o bordão de Jô Soares, em seu programa televisivo na década de 80 : “Tirante Aureliano, vice não fala!” È, de fato vice fala pouco, mas faz muito e é igualmente cobrado, de cima e de baixo. Vice assessora para cima e informa para baixo, tem que estar inteirado de tudo, pois pode ser surpreendido a frente de uma situação de condução de uma hora para a outra. Os vices são cobrados como cúpula e detém para si o ônus administrativo, o de fazer acontecer, do sonho virar realidade. Por muitas vezes o vice tem que chorar para o titular sorrir.

Quando tem evento fora d…

Oasis - Wonderwall - Official Video

Obrigado pela visita, e volte sempre.

MAIS CUBA, MENOS BRASIL

>Obrigado pela visita, volte sempre.

MODIFICABILIDADE COGNITIVA ESTRUTURAL DE REUVEN FEUERSTEIN: UMA PERSPECTIVA EDUCACIONAL VOLTADA PARA O DESENVOLVIMENTO COGNITIVO AUTÔNOMO

Introdução aos Conceitos de Educação, Ensino, Aprendizagem a Didática

Introdução aos Conceitos de Educação, Ensino, Aprendizagem a Didática
em Ensino e Aprendizagem
Gilberto Teixeira
(Prof. Doutor FEA/USP) I – INTRODUÇÃO Existe uma grande quantidade de estudos, pesquisas e teorias relacionadas com a aprendizagem humana. Não é nossa intenção discutirmos esse problema em profundidade, o que exigiria, por si só, um compêndio inteiro. O que pretendemos com este texto é discutir nossa visão sobre o que julgamos ser um problema central em sala de aula:
a opção que o professor faz pelo ensino que ministra ao aluno ou pela aprendizagem que o aluno adquire, qual a diferença entre as duas perspectivas a suas conseqüências. Esperamos, portanto, que este texto, mais do que discutir conceitos teóricos, leve o professor e embasar sua prática de ensino, coerentemente, com princípios teóricos a partir da compreensão do que significam EDUCAÇÃO, ENSINO E APRENDIZAGEM. Com alguma freqüência temos ouvido entre professores que não necessário, para tornar-se um bom professor, o…

ENSINO x EDUCAÇÃO

Por: João H. L. Ferreira.
            Muito se tem falado sobre a Educação no Brasil. O que mais se ouve é que, no Brasil, existe um déficit educacional; tendo o governo se comprometido (Sem cumprir) em envidar esforços para sanar o déficit. Sem “chover no molhado”, gostaria de levantar a questão sobre outro ponto de vista: Se não temos ensino; como teremos Educação?             Para entender o que digo; é necessário explicar primeiro a diferença entre ENSINO e EDUCAÇÃO. Para isso, irei parafrasear o ilustríssimo professor e educador Albino Spohr. “O ensino, que é instrução, se dirige ao intelecto e o enriquece. A educação visa aos sentimentos e os põe sob o controle da vontade. Assim, pode-se adquirir um ótimo caráter de conduta com pouca instrução, o que já permite viver feliz. Por outro lado, pode ser cultivado, sem nenhuma educação, um péssimo caráter de conduta, que será tanto pior quanto mais instrução houver - é aqui que se enquadram todos os corruptos e grandes golpistas que tiv…

projeto de pesquisa

>Obrigado pela visita, volte sempre.

Links de monografias e dissertações sobre contos de fada na educação infantil.

As fábulas, lendas e contos de fada, quando lidos, continuam a encantar crianças e adultos, textos que resgatam o pouco da magia que ficou em suas lembranças dos tempos em que seus pais sentavam com eles na sala, no quarto ou na varanda para contar as histórias mais fantásticas de belas princesas e de reinos distantes. Quando lemos contos de fadas para as crianças, certamente estamos ajudando-as a recuperar partes de uma infância que se perdeu num tempo em que usavam a linguagem de seus sonhos para conversar com fadas e enfrentar gigantes. Através das histórias lidas pelas próprias crianças ou contadas pelo professor, é possível que elas experimentem estados afetivos diferentes daqueles que a vida real pode lhes proporcionar. Assim, a presença da Literatura infantil na escola e no lar representa um estímulo forte à aprendizagem da leitura. Adquirindo o gosto pela leitura a criança passará a escrever melhor e terá um repertório amplo de informações e poderá produzir um livrinho de hist…

A Contribuição da Psicanálise na Psicopedagogia- Investigando o Inconsciente pela Interpretação do desenho. Monografia

Alugando mão de obra escrava

>Obrigado pela visita, volte sempre.

AS CONTRIBUIÇÕES DA PSICANÁLISE PARA A PSICOPEDAGOGIA