Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

Questões por DESCRITOR de PORTUGUÊS

Questões por DESCRITOR de PORTUGUÊS Após as aplicações das avaliações diagnósticas, teremos os descritores deficientes em aprendizagem. Logo, chega o momento atacá-los individualmente.

Portanto, neste Post estarei socializando arquivos com questões do mesmo Descritor. Sendo assim, cada professor poderá elaborar seus simulados dependendo de suas necessidades. Como nos demais simulados, as questões tem como fontes a internet, como por exemplo: MEC, CAED-JF, SEAPE - AC, SADEAM - AM, SAEPI - PI, SPAECE - CE, SAEPE - PE, PAEBE - ES, SABE - BA, PROEB - MG, SAERJ - RJ, SAEGO - GO, SAERO-RO, PROMOVER - MS, SAEMS - MS, SAERS - RS, Avalia BH, SAVEAL - AL, Simave, Prova Rio, Prova da cidade - SP, projeto con(seguir)-DC, Projeto salto-TO, Saresp - SP, Matriz de Referência de Língua Portuguesa (descritores), Guia de Elaboração de Itens - Matemática e concursos públicos, entre outros. 
Arquivo em branco: Baixar ********************************************************************************** Português…

Resenha: Adeus professor, Adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente/ José Carlos Libâneo

Resenha: Adeus professor, Adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente/ José Carlos Libâneo LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor, Adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente/ José Carlos Libâneo-10. Ed - São Paulo, Cortez, 2007. (Coleção Questões da Nossa Época; v. 67



Carliane Mendes Dias Cláudia Pinheiros Fernanda Daysy. F. de Sousa Francineide Alves de Sousa Marciana Jacinta de Andrade Tarcio Tomaz da Silva Universidade Federal de Campina Grande-UFCG
José Carlos Libâneo publicou no ano de 2007 o livro Adeus professor, adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente da Coleção Questões da Nossa Época, na qual o mesmo abre uma discussão sobre as novas exigências da contemporaneidade sobre o ser professor, isto é, as cobranças que a sociedade informacional faz na formação de um sujeito autônomo e critico. O autor destaca a importância da escola e dos professores diante das intensas transformações científicas e tecnológicas que…

Santa Maria Madalena de Pazzi hoje é dia dela . 29 de maio 2014

Dia 29 de maio História: Seu nome de batismo era Catarina de Pazzi. Ao se tornar carmelita, passou a se chamar Maria Madalena. Santa Maria Madalena de Pazzi nasceu em uma época de rico florescimento de santos. Madalena escreveu muitas cartas ao Papa, aos cardeais, aos bispos, aos príncipes apontando sempre as causas dos males que afligiam a Igreja na deficiência de seus pastores e dos cristãos. Essa sua paixão em apontar os erros para vencê-los estava aliada, sem dúvida, a sua grande paixão por Cristo: adquiriu estigmas, teve fenômenos místicos como visões, êxtases, raptos, durante os quais travava questões teológicas. O livro intitulado “Contemplações” é redigido de uma forma excepcional e´considerado como um importante tratado da teologia mística, enquanto nos revela o itinerário espiritual da Santa Maria Madalena de Pazzi que, aos 18 anos de idade, havia entrado para o Carmelo. Desde pequenina mostrava-se mais inclinada à devoção do que às brincadeiras infantis. Fez a primeira Comun…

Link EMEIF JOSÉ RAMOS TORRES DE MELO PROVA BRASIL SEXTO SIMULADO DE PORTUGUÊS 4ª SÉRIE / 5º ANO FORTALEZA-CEARÁ dulcilenefigueiredo@gmail.com

Modelo de ficha de avaliação de comportamentos e atitudes, participação etc.

EJA e o professor de matemática

EJA e o professor de matemática Partindo da ideia de que “Freire coloca o aluno como sujeito, e não como objeto do processo educativo, afirmando sua capacidade de organizar a própria aprendizagem em situações didáticas planejadas pelo professor, num processo interativo, partindo da realidade desse aluno” o professor pode imaginar como dever ser seu fazer em sala de aula. Das diversas contribuições que Paulo deixa para o professor do EJA, a mais significativa é Saber reconhecer nos alunos do EJA “os saberes construídos pelos fazeres”. Os alunos que compõem o EJA têm muito que ensinar e tendo o professor o seu oficio pautado pela mediação pode aproveitar seus “saberes” e construir num processo reflexivo novos conhecimentos e sistematizá-los. Com esse exercício o professor do EJA possibilita um tipo de ensino onde “O aluno irá compreender que os conhecimentos que vai construir na escola têm relação com os já construídos em sua vida cotidiana e como é útil e interessante relacioná-los e …

A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: UMA REFLEXÃO SOBRE AS PRÁTICAS INFANTILIZADORAS UTILIZADAS NA EJA

Autor 
RESUMO O texto aborda sobre as práticas infantilizadoras utilizadas na Educação de jovens e adultos, O autor inicia fazendo uma trajetória da EJA no Brasil prossegue falando sobre a andragogia, e busca fazer uma reflexão de com estas práticas estão inseridas na Educação de jovens. Procura também mostrar a influência das praticas infantilizadoras na evasão dos alunos desta modalidade de ensino, e a necessidade de uma nova concepção de ensino aprendizagem para estes alunos.
PALAVRAS CHAVES: EJA. Práticas infantilizadoras. Andragogia
Introdução
A linguagem utilizada na EJA tem que estar contextualizada e adequada ao jovem e ao adulto. Baseado nesta afirmação e em uma abordagem teórica sobre o assunto que o artigo fundamenta a discussão sobre como esta infantilização ocorre e quais as suas conseqüências e reflexos no ensino aprendizagem do educando da EJA. Porque utilizar os mesmos métodos e práticas utilizadas no ensino e aprendizagem das crianças com os jovens e adultos? Esta per…

Avaliação do Ensino Médio? Algumas reflexões sobre o Enem e as avaliações externas

Avaliação do Ensino Médio? Algumas reflexões sobre o Enem e as avaliações externas 17/09/2011 por Ernesto Faria Alguns pontos me chamaram a atenção em relação ao Enem e vou destacá-los a seguir. Os pontos abaixo talvez tenham um aspecto mais crítico, no entanto, não se deseja aqui apontar que A ou B não está fazendo um bom trabalho. O Enem e as análises que foram feitas sobre ele têm os seus aspectos positivos, assim como alguns avanços ocorreram na Educação brasileira nos últimos anos, mas apenas nos debruçando sobre os problemas que poderemos avançar. Por que tantos veículos da mídia tentam mostrar uma diferença de qualidade entre escolas particulares e públicas maior do que ela realmente é? Como seria o resultado das escolas particulares se elas atendessem um alto percentual de alunos com pais com baixa escolaridade e que possuem poucos insumos educacionais em casa?Por que não reconhecemos as limitações de determinadas avaliações e não procuramos verificar de fato o que elas podem …