Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Multiplicação e divisão já nas séries iniciais

O domínio das operações de adição e subtração não é pré-requisito para compreender as propriedades do campo multiplicativo que deve ser trabalhado desde o 1º anoThais Gurgel (novaescola@fvc.org.br) Envie por emailImprima APRENDER E FAZER Com a abordagem correta, o aluno avança de forma autônoma na resolução de problemas. Foto: Eduardo Queiroga A partir de quando é possível abordar a multiplicação e a divisão na escola? A resposta é de ouriçar os educadores mais conservadores: elas já podem aparecer nos primeiros anos do Ensino Fundamental. Problemas envolvendo ambas as situações devem ser explorados em um trabalho continuado que percorra toda a escolaridade. Outra visão que se modificou nos últimos anos diz respeito à segregação do multip licar e do dividir. Por que tratá-los como etapas diferentes se a ligação entre eles é tão estreita?
A ideia defendida por especialistas de renome é buscar cada vez mais evidenciar as relações existentes entre as operações, mesmo antes da sistematiza…

Roberto Gómez Bolaños, Chaves e Chapolin obrigado, João Maria andarilho

Obrigado pela visita, volte sempre.

Vídeo Aula Português para Concursos Públicos - Compreensão X Interpretaç...

Obrigado pela visita, volte sempre.

O Santo Nome Religião Música Política Culinária Vegetariana Vídeos Imagens Cultura e Bem Viver: 'O cérebro espiritual', mais um livro provando que...

O Santo Nome Religião Música Política Culinária Vegetariana Vídeos Imagens Cultura e Bem Viver: 'O cérebro espiritual', mais um livro provando que...: Enviado em 20 de dez de 2010 No programa TrueOutspeak do dia 06 de dezembro de 2010, o filósofo e jornalista Olavo de Carva...

Obrigado pela visita, e volte sempre.

Olavo de Carvalho Indica livros clássicos para estudo do direito, vídeo

(Simone Goyard-Fabre) Os princípios filosóficos do direito moderno.

(Simone Goyard-Fabre) Os fundamentos da ordem jurídica.

(Igino Petrone) Filosofia del diritto.

(Santi Romano) Princípios de direito constitucional geral.

(Giorgio Del Vecchio) Lições de Filosofia do Direito.

(Georges Ripert) Aspectos Jurídicos do Capitalismo Moderno.

(Chaim Perelman) Lógica Jurídica.

(Rudolf Von Jhering) A evolução do direito.

(Miguel Reale) A filosofia do direito.

(Miguel Reale) Introdução à Ciência do Direito

Mais,

Saint Romano em Português de 1977.
Uma cópia está disponível para download em: https://drive.google.com/file/d/0ByVcm_UFSKgdelJnSG9pZTI5M2M/edit?usp=sharing

"Einführung in Die Rechtswissenschaft" de Jurgen Baumann.

Obrigado pela visita, volte sempre.

Quem você quer que te Ame ?

Obrigado pela visita, volte sempre.

O que é desinformação. Olavo de Carvalho

O que é desinformação Olavo de Carvalho
O Globo, 17 de Março de 2001
Se o público brasileiro não adquirir rapidamente os conhecimentos básicos que o habilitem a reconhecer operações de desinformação pelo menos elementares, toda a nossa imprensa, toda a nossa classe política e até oficiais das Forças Armadas podem se transformar, a curtíssimo prazo, em inermes e tolos agentes desinformadores a serviço da revolução comunista na América Latina. A maior parte das nossas classes letradas não sabe sequer o que é desinformação. Imagina que é apenas informação falsa para fins gerais de propaganda. Ignora por completo que se trata de ações perfeitamente calculadas em vista de um fim, e que em noventa por cento dos casos esse fim não é influenciar as multidões, mas atingir alvos muito determinados - governantes, grandes empresários, comandos militares - para induzi-los a decisões estratégicas prejudiciais a seus próprios interesses e aos de seu país. A desinformação-propaganda lida apenas com dad…

VENEZUELA DESRESPEITANDO NOSSA SOBERANIA? - ARNALDO JABOR, RONALDO CAIAD...

Obrigado pela visita, e volte sempre.

Separando as vozes dos ecos, por João maria andarilhio

Obrigado pela visita, volte sempre.

O Santo Nome Religião Música Política Culinária Vegetariana Vídeos Imagens Cultura e Bem Viver: Think-tanks para combater a revolução social

O Santo Nome Religião Música Política Culinária Vegetariana Vídeos Imagens Cultura e Bem Viver: Think-tanks para combater a revolução social: Think-tanks para combater a revolução social ESCRITO POR KLAUBER CRISTOFEN PIRES  | 12 AGOSTO 2011  ARTIGOS -  CULTURA ...

Obrigado pela visita, e volte sempre.

Sobre verso do diploma de pedagogia: Blog do João Maria responde

A pergunta é,
Me formei em pedagogia em outubro/2012 e no verso de meu diploma consta apto para exercer as funções contidas no art. 4º da resolução CNE/CP nº 1 de 15/05/2006, este é o apostilamento?
Desde já agradeço.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO
CONSELHO PLENO
RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. (*)
Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o
Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura
http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf
Veja o link acima e imprima.

http://educacaodialogica.blogspot.com.br/

Obrigado pela visita, volte sempre.

Palestras em Campinas abordam a vida e a obra de Ariano Suassuna

Palestras em Campinas abordam a vida e a obra de Ariano Suassuna Participam das atividades dois membros da Academia Brasileira de Letras, Arnaldo Niskier e Domício Proença Filho, nos dias 11 e 26/11, respectivamente No ano em que a cultura brasileira perdeu o escritor Ariano Suassuna, o Sesc e a Academia Brasileira de Letras (ABL) se juntaram para resgatar a imagem do autor de “Auto da Compadecida”. Em novembro, o ciclo de palestras “O Reino Encantado de Ariano Suassuna” promove encontros com membros da Associação Brasileira de Letras, que abordam em a vida e a obra do saudoso colega escritor. Em Campinas, serão promovidas duas palestras: na terça, dia 11 de novembro, com Arnaldo Niskier, e no dia 26 com o veterano Domício Proença Filho. As atividades começam às 20h, são gratuitas e serão realizadas no teatro do campus 3 da Faculdade Anhanguera, no Taquaral.

Além de Campinas, outras unidades do Sesc recebem o projeto, como Bom Retiro, Osasco, Santo André e Taubaté. Nesses locais, Antoni…

Música e a Formação dos Afetos - Profº José Eduardo Martins

José Eduardo Martins nasceu em 1938 na cidade de São Paulo, onde começou seus estudos com o professor russo José Kliass. Mais tarde, de 1958 a 1962, estudou em Paris com Marguerite Long, Jean Doyen e matérias teóricas com Louis Saguer. Como pianista, Martins realizou ciclos com as integrais de Debussy, J-P. Rameau, Moussorgsky e Francisco de Lacerda. Apresentou igualmente, em primeira audição absoluta, mais de 120 composições contemporâneas de autores de diversos países, entre as quais algumas das mais representativas obras do compositor português Fernando Lopes-Graça, gravadas e interpretadas pelo pianista. Martins foi responsável, ao final da década de 70, pela redescoberta do grande compositor romântico brasileiro Henrique Oswald, realizando gravações e primeiras audições de inúmeras obras para piano solo e camerística com piano, assim como edição de partituras. O pianista tem 22 CDs gravados na Bélgica, Bulgária e Portugal, lançados pela Labor (U.S.A.), PKP (Bélgica), Portugal…

Virtudes nacionais Olavo de Carvalho

Virtudes nacionais Olavo de Carvalho
Diário do Comércio, 3 de abril de 2012


Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. Trezentos jovens insultando duas dúzias de octogenários – eis a imagem daquilo que, no Brasil de hoje, se considera um exemplo de coragem cívica. É possível descer ainda mais baixo? É. Nenhum dos agressores se lembrou sequer de perguntar se algum daqueles velhos, a quem cobriam de cusparadas, xingamentos e ameaças, esteve pessoalmente envolvido nos episódios de tortura que lhes eram ali imputados, ou se o único crime deles não consistia em puro delito de opinião. Que eu saiba, nenhuma acusação de tortura pesa ou pesou jamais contra aqueles oficiais atacados na porta do Clube Militar. O único acusado, o Cel. Brilhante Ustra, não estava presente e foi queimado em efígie. Os outros pa…

Avaliação Nacional da Alfabetização – ANA

ANA A avaliação está direcionada para as unidades escolares e estudantes matriculados no 3º ano do Ensino Fundamental, fase final do Ciclo de Alfabetização, e insere-se no contexto de atenção voltada à alfabetização. A Avaliação Nacional da Alfabetização – ANA produzirá indicadores que contribuam para o processo de alfabetização nas escolas públicas brasileiras. Para tanto, assume-se uma avaliação para além da aplicação do teste de desempenho ao estudante, propondo-se, também, uma análise das condições de escolaridade que esse estudante teve, ou não, para desenvolver esses saberes. Assim, a estrutura dessa avaliação envolve o uso de instrumentos variados, cujos objetivos são: aferir o nível de alfabetização e letramento em Língua Portuguesa e alfabetização em Matemática das crianças regularmente matriculadas no 3º ano do ensino fundamental e as condições de oferta das instituições às quais estão vinculadas.

MATRIZ DE REFERÊNCIA – MATEMÁTICA - 3º Ano - Ensino Fundamental

MATRIZ DE REFERÊNCI…