quarta-feira, 22 de julho de 2015

Pedagogia tecnicista



Pedagogia tecnicista[1]

A partir do pressuposto da neutralidade científica e inspirada nos princípios de racionalidade, eficiência e produtividade, a pedagogia tecnicista advogou a reordenação do processo educativo de maneira a torná-lo objetivo e operacional. De modo semelhante ao que ocorreu no trabalho fabril, pretendeu-se a objetivação do trabalho pedagógico. Buscou-se, então, com base em justificativas teóricas derivadas da corrente filosófico-psicológica do behaviorismo, planejar a educação de modo a dotá-la de uma organização racional capaz de minimizar as interferências subjetivas que pudessem pôr em risco sua eficiência. Se na pedagogia tradicional a iniciativa cabia ao professor e se na pedagogia nova a iniciativa deslocou-se para o aluno, na pedagogia tecnicista o elemento principal passou a ser a organização racional dos meios, ocupando o professor e o aluno posição secundária. A organização do processo converteu-se na garantia da eficiência, compensando e corrigindo as deficiências do professor e maximizando os efeitos de sua intervenção.



[1] Verbete elaborado por Dermeval Saviani 

http://www.histedbr.fe.unicamp.br/navegando/glossario/verb_c_pedagogia_tecnicista.htm

Obrigado pela visita, volte sempre.

Palestra "Espertos como Serpentes: como escapar das armadilhas do mundo ...



Obrigado pela visita, volte sempre.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Acontece em agosto, Na Faculdade de Educação da UNICAMP.


seta

 10 anos do DiS
Diferenças e Subjetividades em Educação 
Dias 03 e 04 de agosto de 2015,no Salão Nobre da FE-Unicamp
Programação completa: <clique aqui>
Inscrições: <clique aqui>
Realização: Grupo de Estudos e Pesquisas Diferenças e Subjetividades em Educação (DiS/FE-Unicamp)

seta IV Seminário Internacional: Educação Infantil e Pós-Estruturalismo
De 06 a 08 de agosto de 2015, na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Mais informações: <clique aqui>
Realização:  Grupo de Pesquisa “Estudos sobre a criança, a infância e a educação infantil: políticas e práticas da diferença”
Parcerias: UFSCar, UEMS e Unicamp
Apoio: Curso de Aperfeiçoamento da UFSCar MEC/SEB, Capes e Fapesp
seta CURSO
Alfabetização audiovisual
Convidada: Profa. Dra.a Laia Falcón (Universidade Complutense de Madri)
Em 19 de agosto de 2015, das 13h30 às 17h30, na sala LL02 da FE-Unicamp
Programação: <clique aqui>
Inscrições: <clique aqui>
Realização: Laboratório de Psicologia Genética (LPG/FE-Unicamp
seta I SEMINÁRIO DE PESQUISA DO NETSS
Em 20 de agosto de 2015, na Faculdade de Educação da Unicamp
Inscrições: <clique aqui>
Mais informações: EM BREVE
Realização: Grupo de Estudos Trabalho, Saúde e Subjetividade (NETSS/FE-Unicamp)
seta Seminário Internacional: Convivência Ética nas Escolas
Dias 20 e 21 de agosto de 2015, no Centro de Convenções da Unicamp
Inscrições e informações: <clique aqui>
Realização: Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (GEPEM)

Como chegar,




UNICAMP - FACULDADE DE EDUCAÇÃO

Av. Bertrand Russell, 801, Cidade Universitária "Zeferino Vaz" , CEP 13083-865 - Campinas - SP - Brasil


Obrigado pela visita, volte sempre.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Plano de Aula Ensino Fundamental - Tema Água


Plano de Aula Ensino Fundamental - Tema Água


Plano de Aula Ensino Fundamental

Tema Água

    Objetivos

  • Reconhecer os benefícios da água;
  • Identificar os benefícios da água na saúde, na agricultura e para os animais;
  • Identificar as características da água bem como as formas de contaminação;
  • Sensibilizar os alunos para a importância e as maneiras de evitar o desperdício.

    Conteúdo

Água

  • Característica da água;
  • Benefícios da água;
  • Contaminação da água;
  • evitar desperdício.

    Metodologia

  • Trabalho em dupla;
  • Conversação didática;
  • Trabalho independente;
  • Exposição verbal;

    Desenvolvimento

  • Começar a aula dividindo os alunos em duplas. Entregar para cada dupla um copo de água e uma ficha de observação . Pedir que os alunos observe a água e respondam a algumas questões sobre a água. Corrigir a atividade Explicando que a água pode ser incolor (sem cor), Sem cheiro (inodora) e sem sabor ( insípida);

  • Lançar a seguinte pergunta no quadro: “Quantos litros de água devemos beber por dia” . Pedir que os alunos respondam oralmente. Em seguida, explicar que a água desempenha um papel essencial em quase todas as funções do nosso corpo, tais como a digestão, absorção e transporte de nutrientes e desintoxicação, Filtra as toxinas, assim como as dilui facilitando o processo de excreção do corpo, regula a nossa temperatura corporal, acelera o processo de emagrecimento, ajuda a combater o acne, celulite, são inúmeras as vantagens corporais de bebermos água!.
O corpo humano é constituído aproximadamente por 70% de água. Perde diariamente grande quantidade pelo suor pela urina e mesmo pelos resíduos sólidos. Por isso tem que repor o líquido perdido, uns mais outros menos dependendo das condições, clima, atividade física, etc., de 2 a 4 litros de água por dia.é o elemento mais importante para a sobrevivência do seres vivos.

  • Explicar que existem animais e plantas que e vivem em locais muitos quentes e secos desenvolvem comportamentos e adaptações que evitem a desidratação.
  • Propor aos alunos que em grupos de 3, façam uma pesquisa sobre a contaminação da água. Após a pesquisa expor o trabalho no grande grupo identificando os pontos que se destacaram em maior parte nos grupos.
  • Apresentar um texto informativo, que destaque a importância da da prevenção , quanto ao desperdício da água, e os riscos de cada vez mais vivenciarmos a falta de agua potável. Realizar com os alunos um cartaz para ser exposto na escola destacando o que cada um pode fazer para ajudar a preservar esse bem natural.

  • Para finalizar a aula, colocar o vídeo com a música Planeta Água – Sandy e Júnior e entregar a letra para os alunos.

Avaliação:


A avaliação será diagnóstica, no desenvolver da aula.


fonte > http://arquivodeprofessora.blogspot.com.br/2012/04/plano-de-aula-ensino-fundamental-tema.html
Obrigado pela visita, volte sempre.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Bender Gestalt Teste


Bender Gestalt Teste

O Bender Gestalt Test (L. Bender, 1938) é copiar nove cartões (tamanho 10 x 15) com desenhos abstratos. Foi inicialmente um teste clínico para adultos, com base nos dados que Wertheimer utilizado para demonstrar os princípios da psicologia Gestalt da percepção. Posteriormente, foram criados sistemas de marcarGOLSe foi usado por diferentes profissionais que trabalham com crianças, Elizabeth Koppitz Munsterberg gosta.
Primeiro livro Koppitz no teste Bender (El Viso-motor de teste Gestalt para crianças, Guadalupe, Buenos Aires, 1974) foi escrito no início dos anos 60, quando houve grande interesse nos processos de percepção e sua relação com problemas de aprendizagem, e estabeleceu classes especiais para crianças com dificuldades, dependendo do diagnóstico.
Assim, seu objetivo era estabelecer “diferentes formas de análise de protocolos de Bender produzidos por crianças para avaliar a maturidade perceptiva,comprometimento neurológico, e ajustamento emocional baseada em um único protocolo.”
Obtidas e utilizadas amplamente em muitos investigações subsequentes, o que levou a rever algumas das hipóteses iniciais. O segundo livro (EM Koppitz, o teste de Bender, oikos-tau, Barcelona, ​​1981) apresenta as atualizações 1963-1973.

Este resumo é adaptado principalmente uma síntese do segundo livro. Você selecionou os aspectos necessários para a aplicação e interpretação correta,UPDATE, delete e variações técnicas estatísticas de pouco uso (aplicável a grupos, evocação, etc.) Também está incluída uma folha que faz a correção. Para uma mais completa e, acima de tudo, ver protocolos feitos por crianças, exemplos de pontuação e verifique o Manual de Avaliação revista, refere-se a ler o livro.
Bender Teste
Figura 1, os novos números de Lauretta Bender Gestalt Teste Bender, adaptado de Wertheimer.
2. DESCRIÇÃO GERAL
2.1. Âmbito de aplicação.
O teste de Bender-Koppitz reflete o nível de maturidade da criança na percepção visual-motora e pode revelar quaisquer avarias no mesmo. Ele pode ser usado como um teste de personalidade (fatores emocionais e atitudes), bem como uma sonda de teste para detectar crianças com problemas de aprendizagem. Mas não foi especificamente projetado para prever resultados na leitura ou para diagnosticar comprometimento neurológico, nestes aspectos, a sua validade é relativo.
O teste de Bender-Koppitz é relativamente simples,RÁPIDO, confiável e fácil de aplicar, mesmo com diferentes grupos culturais, independentemente do nível anterior de escolaridade ou idioma.
É adequado para alunos do ensino fundamental. Foi padronizada para idade de 5 anos 0 meses e 10 anos 11 meses. É válido para crianças de 5 anos, com capacidade normal ou acima, mas não discriminar com crianças desta idade muito imaturos ou disfuncionais. Após 10 anos, uma vez que a função visual-motora de uma criança amadureceu, não pode discriminar. Apenas as crianças com imaturidade ou disfunção marcada na percepção visual-motora, em seguida, apresentam pontuações significativas. (Pode ser aplicado em indivíduos com menos de 16 anos, cuja idade mental é de cerca de 10 anos.)
2.2. Fundamentação teórica.
É um teste de integração visual-motora, processo mais complexo de percepção visual ou coordenação motora separadamente (conforme determinado, de acordo com L. Bender, por princípios biológicos variam, dependendo do nível de maturação, desenvolvimento e estado patológico. Orgânicos ou funcional para cada indivíduo).
Percepção visual (interpretar o que você vê) depende da maturidade e as experiências da criança. Não podemos dizer que uma criança é capaz de perceber corretamente a figura “A”, até que eu possa determinar, consciente ou inconscientemente, que consiste em um círculo e um quadrado inclinado, não um diamante, e ambos são do mesmo tamanho, dispostos na horizontal e tocar. Mas a criança pode perceber não significa necessariamente que você pode copiar. Tem que traduzir o que você vê em uma atividade motora, transferindo-o para o papel.

Conseqüentemente, dificuldades em copiar os números podem ser devido à imaturidade ou mau funcionamento do visual coordenação motora, percepção ou a integração de ambos.
A maioria das crianças com maus resultados no teste de Bender nenhuma dificuldade ou coordenação motora percepção ou visual, mas em perceptual-motor de integração, ou seja, ainda têm dificuldades em uma função que exige um maior nível de integração.
Maturidade geralmente se uma criança 8-9 anos. Antes dessa idade, mesmo crianças normais tendem a ter dificuldade em copiar o Teste de Bender, sem qualquer imperfeição.

8. BENDER TEST e outros testes
9. O TESTE DE DESEMPENHO ESCOLAR E BENDER
10. O TESTE DE BENDER e disfunção cerebral mínima
11. O TESTE DE BENDER e problemas emocionais
CONCLUSÕES PRÁTICAS
OBSERVAÇÕES: Comportamento, face Lifestyle uma nova tarefa (marque todas que se aplicam):
• Criança bem adaptada. Show com confiança, prestar atenção, análises antes de copiar os desenhos. Bom controle da caneta e trabalhar com cuidado. Ele percebe e tenta corrigir os erros. Você está satisfeito com o resultado.
• As crianças com dificuldades comportamentais e / ou dificuldades de aprendizagem. Tentar atrasar a tarefa. Trabalhe rapidamente sem olhar para os números anteriormente. O lentamente, contando, expressa grande insatisfação com seu trabalho.
- Unsafe necessidade de constantemente estimular e tranquilizá-los. Pergunte se ele está indo bem.
- Pobre de controles internos e / ou coord. imaturos visual-motora: é frustrante, está cansado, os desenhos estão ficando piores.
- Perfeccionista. Expressa a demanda, quando na verdade eles estão fazendo muito bem.
- Falta de atenção. Erros por descuido, os detalhes omitidos, preciso de ajuda a desacelerar.
- Tempo curto ou maisRÁPIDO. (Média: 6’20”Com problemas:. 5’19”Hiperativo:.. 4 minutos 41 segundo)
- Procura-se compensar dificuldades de memória de trabalho, auto-ajuda ou sub-verbal verbalmente instruções, trace a forma com o dedo ou no ar, “âncora”, etc.
- Transtorno Obsessivo: linhas, numeradas figuras … muito lentamente, cuidado e esforço.

CONCLUSÕES: De maturidade visual-motora perceptiva e sua relação com: pontuações de corte (10, 3 ou 4), outros testes (CI MS), grupo social, rendimento escolar, distúrbios de aprendizagem específicas, a taxa de maturação e pedidos anteriores , fatores emocionais e possíveis indicadores de disfunção.

fonte: http://psicopsi.com/pt/bender-gestalt-teste/

Obrigado pela visita, volte sempre.

Pragmatismo e Utilitarismo