Pular para o conteúdo principal

Passo a passo de como fazer um terrário


Recrie lindas minipaisagens através da técnica de plantar em recipientes de vidro neste passo a passo bem simples de fazer.

Terrários são recipientes de vidro, abertos ou fechados, onde é possível reproduzir as condições necessárias para o cultivo de plantas, simulando seu ambiente natural. É uma ótima opção para quem gosta de plantas, mas não tem espaço suficiente em casa para manter um jardim. Além disso, é uma ótima maneira para reutilizar algum recipiente de vidro que há em casa e que esteja em desuso.
Os terrários fechados normalmente são mais utilizados em escolas, no ensino sobre o funcionamento do ciclo da água no ecossistema, isso porque a água colocada dentro dele para regar as plantas evapora com o aumento da temperatura, fazendo bolhas nas superfícies superiores do recipiente que está com temperatura mais baixa, e então este vapor é condensado e as gotas de água caem, assim como a água da chuva.
Já os terrários abertos são utilizados como item de decoração porque mostra a beleza das plantas que crescem nele e também mostra cada camada da terra onde elas crescem, como areia e cascalho. A sua manutenção é mais fácil, pois permite a evaporação da água com a qual as plantas são regadas. Confira abaixo o passo a passo de como fazer um terrário, seja aberto ou fechado:

Materiais


• Recipiente de vidro (pode ser aberto, ou fechado com uma tampa);
• Carvão mineral;
• Cascalho;
• Pedras decorativas para aquário ou pedras naturais;
• Areia;
• Terra preparada para plantas;
• Ferramentas de jardinagem;
• Pequenas mudas de plantas (procure selecionar plantas variadas que necessitem da mesma iluminação e quantidade de água);
• Elementos decorativos.
A maior parte destes materiais pode ser encontrada em casas de paisagismo e jardinagem.
Caso suas plantas estejam em algum recipiente com terra é necessário primeiramente removê-las. Para isso você pode molhar a planta no recipiente e delicadamente girá-lo. Dessa forma as laterais empurram a terra para baixo e esta irá soltar do recipiente, então basta removê-la e as raízes das plantas não serão danificadas. Remova o excesso de terra das raízes e separe as plantas que serão utilizadas com cuidado.

Passo a Passo

1º – Limpe o recipiente com álcool. Coloque uma camada de pedras decorativas no fundo do recipiente de vidro. Esta camada deverá ter entre 3 a 5 cm de espessura. Neste caso foi utilizado pedras decorativas para aquário, mas você também pode utilizar pedras mais naturais.
2º – Coloque uma camada uniforme de areia grossa. A areia, além de decorativa, serve para criar um lugar para drenar a água em excesso.
3º – Espalhe a areia até as laterais do vidro para que fique aparente do lado de fora, como item decorativo.
Terrário
Foto: superziper
4º – Acima da camada de areia faça uma camada de cascalho mais fina do que a de pedras.
5º – Misture o carvão mineral triturado com um pouco do cascalho e espalhe uma fina camada.
6º – Adicione, acima da camada anterior, uma camada de terra preparada para plantas. A espessura dessa camada deverá ser profunda o suficiente para poder colocar plantas com espaço para suas raízes crescerem. A profundidade da camada varia de acordo com o tamanho do recipiente de vidro.
7º – Coloque as plantas no terrário e, utilizando os dedos e as ferramentas, cave um poço pequeno para colocar cada planta. Se a abertura do seu vidro for muito estreita o ideal é plantar primeiramente as plantas menores e depois as maiores. É importante utilizar plantas com tamanho proporcional ao tamanho do terrário para haver um ponto de equilíbrio ecológico.
8º – Agora basta adicionar os elementos decorativos escolhidos. Como sugestão é possível colocar pedras, bolas de gude, conchas, entre outros. Use sua imaginação!
9º – Regue e borrife o terrário com água filtrada.

Manutenção do terrário

O vidro do recipiente mantém a umidade sempre constante, o que facilita a manutenção, então não é necessário regar muito, em média uma vez ao mês é o suficiente. No caso do terrário fechado ao regá-lo, o ciclo da água inicia-se. Se o recipiente estiver muito encharcado de água o vidro pode ficar muito embaçado. Devemos então abri-lo por algumas horas para a água evaporar e em seguida fechá-lo novamente. Se a transpiração não ocorrer (sem gotas de água no vidro) é necessário regar com mais um pouco de água, sem exagerar na quantidade.
Terrário
Foto: anajuliar
Se alguma das plantas começar a murchar, é sinal de que esta não se adaptou ao microecossistema e deve ser devolvida ao seu meio natural, ou ser plantada separadamente em um vaso.
A vida útil do terrário chega em torno de um ano ou mais. No caso de terrários fechados, para que sua vida útil seja longa ele deve ser aberto a cada uma ou duas semanas por um período 2 horas em média, renovando assim o ar que as plantas respiram.
Como o espaço de crescimento das plantas dentro de um terrário é reduzido será necessário, de vez em quando podá-las com cuidado.


fonte: http://www.pensamentoverde.com.br/dicas/passo-passo-terrario/

Obrigado pela visita, volte sempre.

Postagens mais visitadas deste blog

Carta de intenção Especialização: MODELOS DE CARTAS DE INTENÇÕES

A carta de intenção deve ser endereçada a coordenação do curso de especialização de interesse do candidato enfatizando os seguintes pontos: 

1) Identificação do candidato: Nome e formação universitária. 
2) Breve introdução sobre conhecimentos relacionados ao curso. 
3) Experiência acadêmica ou profissional na área de abrangência do curso, se houver. 
4) Interesse pessoal do candidato na área. 
5) Possibilidades de aproveitamento do curso em sua atuação profissional. 
6) Expectativas em relação ao curso. 

Obs.: A carta deve ser desenvolvida em no máximo 30 linhas. 

Estas regras eu não acredito que tenham que ser seguidas a risca. Vai do bom senso. 
O candidato deverá elaborar um documento, tendo no máximo duas laudas, escrito em Arial (tamanho 12) e espaço 1,5 entre as linhas >> 
A Carta de Intenção deverá conter as seguintes informações: 
1-Os motivos de ordem profissional e intelectual que o motivaram a candidatar-se, e qual a sua perspectiva com relação ao curso. 
2-Experiência acadêmica…

Planos de Aula: Educação Física de 1ª à 4ª série do ensino fundamental.

Planos de Aula
CONTEXTUALIZAÇÃO Para que se compreenda o momento atual da Educação Física é necessário considerar suas origens no contexto brasileiro, abordando as principais influências que marcaram e caracterizaram esta disciplina e os rumos que se delinearam. No passado a Educação Física esteve estreitamente vinculada às instituições militares e à classe médica. Esses vínculos foram determinantes, tanto no que diz respeito à concepção da disciplina e suas finalidades quanto ao seu campo de atuação e à forma de ser ensinada. Por suas origens militares e por seu atrelamento quase servil aos mecanismos de manutenção vigente na história brasileira, tanto a prática como a reflexão teórica no campo da Educação Física, restringiram os conceitos de corpo e movimento (fundamentos de seu trabalho) aos seus aspectos fisiológicos e técnicos. Atualmente, a análise crítica e a busca de superação dessa concepção apontam a necessidade de que, além daque…

Gêneros Orais e escritos na escola” DOLZ , J. e SCHNEUWLY, B. (resumo)

Gêneros e Progressão em Expressão Oral e Escrita. Elementos para reflexões sobre uma experiência suíça (francófona). In “Gêneros Orais e escritos na escola”DOLZ , J. e SCHNEUWLY, B.
Este livro reúne um conjunto de nove artigos de Schneuwly, Dolz e colaboradores, traduzidos e organizados por Rojo e Cordeiro, cuja análise centra-se no texto como “a base do ensino-aprendizagem de língua portuguesa.” (p.7).
1 - Apresentação: Gêneros Orais e Escritos como objetos de ensino: modo de pensar, modo de fazer. Foi na década de 1980, no Brasil, que estudos e práticas pedagógicas começaram a serem desenvolvidas tendo o texto como fundamento. De lá para cá, o texto, na maioria das vezes, vem sendo tomado como um objeto empírico através do qual se efetivam práticas de leitura, análise lingüística e produção de textos. Inserindo-se no rol de estudiosos do tema que criticam essa abordagem limitada do uso do texto, as organizadoras esclarecem que, a partir do século XXI, novas pesquisadas vêm sendo produz…