domingo, 29 de janeiro de 2017

Curso de Psicologia: Freud (aula 01) vídeo-aula. Prof. Henrique Elfes



Henrique Elfes é filósofo, formado em Letras pela PUC-PR, palestrante, ensaísta, cofundador do IFE e da Revista Dicta&Contradicta e trabalha como editor em São Paulo.
elfes

Obrigado pela visita, volte sempre.

Significado de Técnica

Qué es Técnica:

Como técnica se define la manera en que un conjunto de procedimientos, materiales o intelectuales, es aplicado en una tarea específica, con base en el conocimiento de una ciencia o arte, para obtener un resultado determinado.
También se conoce como técnica la destreza o habilidad particular de una persona para valerse de estos procedimientos o recursos. Por ejemplo, a nivel deportivo solemos valorar este tipo de cualidades en un atleta: “Nunca vi a nadie jugar fútbol con una técnica tan exquisita como la de Maradona”.
Por otro lado, técnica también puede usarse para referirse al modo de hacer una cosa: “Juan, tienes que enseñarme esa técnica para pelar mangos”. En este sentido, la técnica es trasmisible, reproducible, transformable y mejorable en cualquiera de sus ámbitos de aplicación, sea industrial, artístico o relativo acciones humanas.
En relación a lo anterior, es de añadir que la técnica nace por necesidad humana de modificar el medio en el cual se desenvuelve el hombre para hacerlo más adaptable a sus necesidades. Por lo mismo, la técnica se origina por imaginación, y luego es concretizada.
En la música, técnica vocal son las diferentes formas como se utiliza los órganos fonadores para desarrollar la voz, sin lesionar las estructuras fonatorias que intervienen en el momento.
En relación a lo anterior, los órganos fonadores son los órganos respiratorios (pulmones, bronquios y tráqueas), órganos de fonación (laringe, cuerdas vocales, resonadores) y, órganos de articulación (paladar, lengua, dientes, labios y glotis).
La técnica es estudiada por la tecnología.
Como técnica o técnico también se conoce a la persona especialmente instruida en un instituto tecnológico o escuela técnica para actividades de esta categoría. Por su parte, en México también se emplea para referirse a los miembros de un cuerpo de policía.
Es de destacar, que las escuelas técnicas son dedicadas únicamente a la formación de técnicos de cualquier área: electrónica, turismo, electromecánica, marketing y relaciones públicas, entre otras. 
Por su lado, como palabras técnicas se conoce aquellas que son empleadas dentro de una ciencia o campo de conocimiento específico, y se distinguen del lenguaje de uso cotidiano.
Etimológicamente, Proviene del griego "τεχνικός" (tejnicós), que a su vez se deriva de "τέχνη" (téjne), que significa 'técnica, arte u oficio'.

Técnica en educación

Dentro del ámbito de la enseñanza, la técnica comprende una importante variedad de procedimientos, estrategias y métodos de índole intelectual que son empleados tanto para impartir conocimiento (técnicas didácticas, como dinámicas de debate), como para mejorar los procesos de aprendizaje de los alumnos (técnicas de lectura, investigación o estudio, como diseño de mapas mentales o mapas conceptuales).
Una de las técnicas más usuales por los estudiantes son las fichas técnicas, documento en el cual contiene los datos más importantes y detallados de un tema en especifico, puede ser sobre libros, animales, plantas, entre otros.
La aplicación de dicha técnica responde a la necesidad de optimizar el rendimiento y los resultados dentro del ámbito educativo.

Técnica en el arte

Dentro del campo artístico, la técnica hace alusión al dominio de un conjunto de procedimientos y recursos, intelectuales y materiales, de que se vale un determinado artista para la plasmación de un hecho estético.
Las técnicas son distintas para cada disciplina específica, sea pinturamúsicaesculturaliteratura o danza. Así como, en pintura se valora el empleo del color, el manejo de proporciones o de luz y sombras, en música se apreciará la manipulación de un instrumento, el dominio vocal de un cantante o el conocimiento de la teoría musical de un compositor. En este sentido, la destreza técnica determina, en buena medida, la calidad de una obra de arte.

Técnica jurídica

En Derecho, la técnica jurídica se refiere al conjunto de procedimientos intelectuales encaminados a la interpretación y aplicación del Derecho vigente. Básicamente, se emplea para desentrañar o aclarar el sentido de la norma jurídica con la finalidad de solucionar su aplicación para casos concretos.

Técnica y tecnología

La técnica es el conjunto de procedimientos para realizar una acción con el objetivo de lograr un fin. Por ejemplo, para pintar, se puede usar diferentes técnicas como al óleo o al pastel, todo depende del gusto y el fin que busca el pintor.
Por su parte, la tecnología es el conjunto de técnicas o procedimientos que se utiliza para la elaboración de objetos útiles para la humanidad. Por ejemplo: máquina, utensilio, entre otros.
Para más información, consulte el artículo tecnología.

Obrigado pela visita, volte sempre.

Como fazer um resumo para TCC artigo dissertação e tese



Obrigado pela visita, volte sempre.

sábado, 21 de janeiro de 2017

Desempregados com idade acima de 45 anos podem passar a receber PIS/Pasep


Desempregados com idade a partir de 45 anos, carentes e que não tenham fonte de renda podem passar a receber recursos dos fundos de ...

Conteúdo extra: Galeria de fotos
     
Desempregados com idade acima de 45 anos podem passar a receber PIS/Pasep
Adriana Patrocínio

Os saldos do PIS/Pasep podem ser sacados pelo trabalhador por vários motivos especiais

Desempregados com idade a partir de 45 anos, carentes e que não tenham fonte de renda podem passar a receber recursos dos fundos de participação do Programa de Integração Social (PIS) ou do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). É que a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou, no dia 20 do mês passado, por unanimidade, o Projeto de Lei 142/04 que autoriza pessoas com esse perfil a sacarem o benefício. A proposta, do senador Ney Suassuna (PMDB-PB), foi aprovada em caráter terminativo e, por isso, não precisa passar pelo Plenário. A matéria agora segue para análise na Câmara, mas, segundo previsão da assessoria de comunicação de Ney Suassuna, só deve ser votada depois das eleições.

Criado pelo governo federal, através da Lei Complementar nº 7, de 07/09/1970, PIS/Pasep têm a finalidade, segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), administradora do PIS, 'de promover a integração do empregado na vida e no desenvolvimento das empresas viabilizando melhor distribuição da renda nacional'. O artigo 239 da Constituição Federal estabelece que 'a arrecadação das contribuições para o Fundo PIS/Pasep passa a financiar o Programa de Seguro Desemprego e Abono Salarial, ficando vedada a distribuição da arrecadação para depósito nas contas individuais dos participantes'.

Para os trabalhadores cadastrados até 4 de outubro de 1988, a conta de participação representa um patrimônio individual, atualizado anualmente, gerando créditos aos participantes em forma de rendimentos, enquanto não houver saque das quotas.

Os rendimentos do PIS são disponibilizados anualmente aos trabalhadores e correspondem à rentabilidade sobre o saldo atualizado das quotas do trabalhador. Para ter direito a essa correção, os trabalhadores devem ter sido cadastrados no PIS/Pasep até 4 de outubro de 1988 e possuir saldo de quotas na sua conta do benefício.

Entretanto, os trabalhadores que se enquadrem nas situações de aposentadoria, transferência de militar para reserva remunerada, reforma militar, invalidez permanente, vítima de doenças como Aids ou câncer (neoplasia maligna), deficiência física, idade acima de 70 anos ou ainda em caso de morte do trabalhador, tem direito a fazer o saque da quota integral a qualquer momento, independentemente do calendário anual de pagamentos.

Pelo Projeto de Lei 142/04, o saque só será possível também para quem se cadastrou no PIS até outubro de 1988, além de ser aposentado com mais de 45 anos, de baixa renda e sem outra fonte de renda. Como informa o site Congresso em Foco (www.congressoemfoco.com.br), as regras para a concessão do benefício, de acordo com o projeto, serão definidas pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

A proposta do senador é vista com preocupação pelo secretário-executivo do Conselho Diretor do Fundo PIS/Pasep, Onofre Soares dos Santos. 'Não há caixa disponível. Os recursos estão aplicados a longo prazo', disse Santos, citando que existem hoje cerca de 39 milhões de trabalhadores cadastrados no PIS/Pasep.

Segundo o site Congresso em Foco, no ano passado, 19 milhões de brasileiros retiraram do fundo um montante de R$356 milhões. Nesse mesmo período, 760 mil pessoas sacaram integralmente o que lhes cabia, totalizando o volume de R$687 milhões.


Obrigado pela visita, volte sempre.

Modelo de carta de intenção


Modelo de carta de intenção
Uma carta de intenção é um documento no qual um indivíduo pode demonstrar interesse de modo formal em curso, evento, ou outro tipo de programa disponibilizado por uma determinada instituição, ou até mesmo para fins profissionais, como em entrevistas de emprego. Um exemplo bastante comum de uso de cartas de intenção é em cursos de especialização, como por exemplo, o mestrado.
Logo mais abaixo, disponibilizamos um modelo pronto para esse tipo de documento. Entretanto, antes de mandar, é necessário saber de algumas dicas, que podem fazer a diferença na hora de avaliarem a sua proposta. Confira:

Dicas para carta de intenção

  • Sempre envie a carta junto com seu currículo (o qual deve estar adaptado para a finalidade escolhida);
  • Ao invés de iniciar a carta falando sobre o cargo ou curso que deseja se candidatar, fale sobre suas qualificações, mostrando que está alinhado com as exigências da empresa/instituição.
  • Evite ao máximo usar “Eu” com frequência. Isso pode deixar a leitura cansativa.
  • Fale sobre questões relevantes ao curso/cargo que deseja ingressar, mostrando que realmente você entende tudo sobre o assunto.
  • Adicione citações de pensadores e escritores de influência na área em que deseja atuar. Isso mostra que você possui uma boa fundamentação teórica.
  • Argumente de uma forma que mostre que eles PRECISAM DE VOCÊ!
  • Não se empolgue e escreva demais. O máximo é uma página e com parágrafos curtos. Dessa forma, você prenderá a atenção da pessoa que irá ler.
  • Dirija-se à autoridade a qual se destina a carta pelo nome. Isso cria uma relação, mesmo que indireta com a pessoa. Se possível, procure informações sobre ela.
  • Agora sim você falará do cargo ou programa que deseja ingressar.
  • Não se esqueça de assinar! Se for enviar via correio normal, assine de próprio punho. Caso seja por email, use uma assinatura eletrônica.

Modelo

_________________________

CARTA DE INTENÇÃO
À
Faculdade Estudos Estudiosos
Coordenação

Eu, Emerlindino Emergumeno Emâncio, brasileiro, solteiro, estudante, inscrito  no CPF sob o nº (x) e no RG nº (x), residente e domiciliado à Rua Efrancio Efrácio, nº 14 – Bairro Efracionino, nesta cidade, declaro minha intenção de participar da Oficina de Especialidades Monográficas, a ser realizada no período de xx à xx, nesta instituição, tendo em vista que o tema é diretamente relacionado ao curso no qual estou matriculado.
(localidade), (dia) de (mês) de (ano).

(assinatura)
(nome)

fonte:  http://www.blogodorium.com.br/modelo-de-carta-de-intencao/

Obrigado pela visita, volte sempre.




sábado, 14 de janeiro de 2017

E o diploma? Escrito por Kenneth Wieske |

diplomaComo estrangeiro, fico impressionado com um aspecto da cultura brasileira: o amor pelos documentos oficiais, com vários selos de autenticação. Não sei se o Brasil é uma república verdadeiramente federativa, mas eu tenho certeza que o Brasil é uma república burocrática. Se não tiver minha identidade em mãos, será que eu existo?
Esta preocupação surge também quando pais estão avaliando a possibilidade de educar seus próprios filhos. Como eles podem avançar na vida sem diploma? Será que eles vão saber algo, se não tiverem um documento que afirma isso?
Nosso filho mais velho tem 19 anos. Hoje, ele estuda o quadrivium numa faculdade de confissão reformada nos Estados Unidos. Nathanael, em todos os anos de educação domiciliar, nunca fez nenhuma prova. Ele nunca recebeu nenhuma nota. Ele nunca tirou nenhum diploma.
Quando ele foi fazer o SAT (o Enem dos EUA), primeiro fez uma simulação. A nota foi razoável. Foi a primeira nota que recebeu na vida. Quando fez o SAT ele tirou nota máxima em interpretação de textos. Nas outras duas seções (matemática e redação), ele tirou uma nota média.
Hoje, ele está tirando boas notas (cum honore, cum laude) na faculdade clássica (e rigorosa) onde estuda. Meu filho não é um gênio. Ele simplesmente recebeu uma boa educação, feita sob medida para combinar com sua personalidade e seus dons e talentos. Ele recebeu a liberdade de amar e buscar o conhecimento. Tudo isto foi uma preparação mais que suficiente para ele encarar a vida e o mundo afora. Ele tem a capacidade de se adaptar a um outro sistema de ensino, e de aprender como fazer provas e receber notas. Ele consegue estudar e aprender num nível igual ou superior a alguém que estudou toda a vida numa escola tipo linha de montagem.
Resumo da história: a falta de um pedaço de papel não vai necessariamente acabar com a vida do seu filho.
No Brasil, a lei permite que pessoas com 18 anos completes façam o Enem, e por meio deste exame obtenham o certificado de conclusão de ensino médio. Então, se você realmente quer o pedaço de papel, tem como conseguir! (veja o link do próprio Enem aqui).

Acredito que o que aconteceu nos EUA e no Canadá vai também acontecer no Brasil no futuro. As faculdades descobriram rapidamente que os alunos educados em casa muitas vezes têm um melhor desempenho que alunos educados em instituições de ensino. Hoje, as faculdades fazem de tudo para atrair alunos que foram educados em casa.

Lembro-me também de uma filha de conhecidos nossos. Ela toca piano muito bem. E foi para uma faculdade que tem um programa de música muito bem conceituado. Ela pediu para entrar no programa, mas não tinha um diploma de ensino médio. Mandaram-na em embora.
“Antes de sair, posso tocar só 5 minutos para vocês?”, ela perguntou. Eles concordaram. Ela nem tocou os 5 minutos todos, e eles já declararam que não somente ele seria recebida no programa, mas que receberia uma bolsa.
O que vale é capacidade, não quantidade de papel.
“Vês a um homem perito na sua obra? Perante reis será posto; não entre a plebe.” — Provérbios 22.29

http://educacaoemfamilia.com



Obrigado pela visita, volte sempre.

Bolsonaro 2018| Alexandre Garcia, O último jornalista sério da Globo



Obrigado pela visita, volte sempre.

domingo, 8 de janeiro de 2017

MORTE em Manaus - A verdade não contada!



Obrigado pela visita, volte sempre.

Os escândalos de Barack Hussein Obama


oa
A moeda corrente da mídia (que como apontou o professor Olavo de Carvalho em publicação recente no Facebook, com a queda da URSS adotou o Partido Democrata como modelo e centro gravitacional) e dos acéfalos das redes sociais nos últimos dias de Hussein Obama é falar que seu governo foi "scandal-free" (uso a terminologia em inglês porque até isso é papagaiada da mídia democrata americana, não há nada de novo aí), isto é, livre de quaisquer escândalos cabeludos, como os que nós brasileiros estamos acostumados em nossa política circense.

Pois bem, listei aqui os principais escândalos da administração Obama, o suficiente para escolhermos quais apresentar para os colegas desinformados, para o professor descolado e para o roteirista da retrospectiva do ano de 2016 da TV Globo, que derramou lágrimas em seu adeus a Obama.

1. Operação "Velozes & Furiosos". Com a intenção de combater o tráfico e seus cartéis, a ação acabou culminando no armamento de criminosos e na morte de 2.000 mexicanos e um americano. Você não viu, não ouviu e depois da despedida em prantos do governo Obama feita na retrospectiva da Globo você não verá.


2. Benghazi.
Tema de filme, se trata de um ataque a instalações americanas na Líbia que terminou na morte de diplomatas americanos em serviço (algo que não ocorria desde 1979). Os diplomatas pediram ajuda ao governo americano pois viram que seriam vítimas de uma emboscada, mas a ajuda nunca chegou. O dedo da secretária de Estado Hillary Clinton está tão presente nessas mortes que os pais das vítimas decidiram processá-la.



3. Perseguição do fisco contra grupos conservadores.
O cineasta Dinesh D'Souza passou alguns meses na cadeia porque extrapolou em 10 mil dólares (ninharia para o contexto das campanhas políticas) em doação para a campanha de um amigo. 



4. Registros de jornalistas e políticos feitos Departamento de Justiça dos Estados Unidos da América.
Emails e ligações telefônicas de jornalistas da Fox News e outros republicanos foram "investigados" a mando do Secretário de Justiça. 

Vale lembrar que ações como essa do secretário de justiça Eric Holder (ou a negação de ajuda aos diplomatas de Benghazi por parte da secretária de Estado Hillary Clinton) ou contam com a sanção expressa do presidente ou são feitas livremente porque tais cargos contam com a carta branca do mesmo presidente. As impressões digitais de Obama estão nos dois casos.



5. Crescimento massivo do escrutínio da Agência Nacional de Segurança (NSA).

Notem que os escândalos 3 e 4 indicam uma forte guinada na direção do Estado usando todas as ferramentes disponíveis para listar, ameaçar, averiguar e catalogar os inimigos políticos do partido democrata. E nada foi diferente no que diz respeito ao uso da NSA. Tais ações cresceram exponencialmente sob a tutela de Barack Obama.



6. A troca de Bowe Bergdahl
. A House Armed Services Committee encontrou fortes evidências que a administração Obama foi desonesta em sua troca de 5 prisioneiros de Guantánamo pelo Sargento Bowe Bergdahl. O Congresso fora enganado e leis federais foram violadas.


O tal Bergdahl, diga-se de passagem, é um notório antiamericano:



7. O Departamento de Estado americano confirmou o pagamento de 400 milhões de dólares (em dinheiro vivo) em resgate para a liberação de prisioneiro.
A atitude viola a política americana para a situação e cria um convite aberto para que terroristas sequestrem americanos ao redor do globo e exijam pagamento milionários. A ação pode ser configurada, inclusive, como crime de traição.



8. A Agência de Serviço Secreto
, responsável pela segurança do presidente dos Estados Unidos da América, passou por diversos escândalos sob a administração Obama.



9. Os e-mails.
Os e-mails da secretária de Estado Hillary Clinton. Certamente um dos mais exaustivamente mencionados ao longo da última campanha eleitoral. Em 2015, a então secretária de Estado Hillary Clinton usou seu e-mail pessoal para tratar de assuntos confidenciais dos Estados Unidos da América. Milhares desses e-mails continham material classificado como secreto e de segurança pelo governo americano. Para se ter ideia da dimensão do escândalo, se Hillary tivesse usado uma conta do Gmail a troca de e-mails teria sido mais segura do que o servidor usado pela candidata perdedora.



10. As férias de Obama
custaram, ao longo dos seus oito anos de mandato 100 milhões de dólares apenas com segurança. Algo sem precedentes e desnecessário segundo especialistas. Digno de nota em tempo de ultraje por Haägen-Dazs presidencial. 



11. A destruição da reputação do FBI
. O FBI foi outra agência que se transformou em serviçal do partido democrata sob os auspícios de Barack Obama. Obama declarou apoio a uma candidata investigada pelo FBI, sua secretária de Estado, Hillary Clinton. A agência tinha meios para acusar a candidata de um crime evidentemente documentado (o uso de servidor inseguro para questões de segurança nacional) e não o fez nitidamente por razões políticas. Ainda, na reta final da última campanha deu uma falsa bandeira vermelha em forma de cortina de fumaça para beneficiar Hillary Clinton. Dias antes do pleito houve o anúncio de “novidades” sobre o caso dos e-mails, que depois verificou-se não existirem.


12. O custo do site do Obamacare
. Uma das principais medidas centralizadoras e socializantes, além de carro-chefe do governo Obama, sua tentativa de implementar um “SUS americano”, o famigerado Obamacare custou, apenas para a elaboração de seu website (que não funciona), 2 bilhões de dólares!

13. O lobby da Boeing pelo acordo nuclear com o Irã
. Obama permitiu que o diplomata Thomas Pickering, que já havia recebido dinheiro da Boeing, fizesse parte do acordo pelo programa nuclear do Irã, que beneficiaria a empresa na compra de aviões.

14. O aumento das tensões raciais na América.
Ninguém afirma com a necessária veemência, mas o governo do primeiro presidente negro da história dos EUA só fez AUMENTAR as tensões raciais do país.

15. Doadores de campanha viram embaixadores.
Gente que angariou dinheiro para as campanhas de Obama se tornou embaixador dos EUA da América, mesmo quando seu maior feito foi a direção de novelas!

16. Sua desastrosa política energética e seu obtuso posicionamento sobre o “frackings”
Sua posição teve de ter parada por um juiz:
Há ainda o fiasco da startup “Solyndra” – que virou o “escândalo Solyndra”:
Citamos pelo menos 16 escândalos[1], mas a lista poderia ser prolongada: o abandono do ethos apropriado a um presidente americano, ferindo o decoro tradicional do cargo, por exemplo, ao fazer indicação para a Suprema Corte em ano eleitoral e derradeiro ano de mandato, opinar em casos políticos ainda em aberto e convidar ativistas anti-religião para celebrações na Casa Branca (por incrível que pareça, feito!). Além de agir em clara oposição aos interesses dos Estados Unidos: enfraquecer a relação americana com Israel, não apoiar a Revolução Verde do povo iraniano em 2009, apoiar a Primavera Árabe – o que acabou por culminar no fortalecimento da Irmandade Muçulmana, relativizar a ditadura Castro, causar o influxo de refugiados na Europa com sua desastrosa política na Líbia e na Síria, retirar as tropas americanas do Iraque – o que culminou no Estado Islâmico preenchendo o vácuo de poder deixado pela força americana, tal como George Bush previra que ocorreria, opinar negativamente sobre a saída do Reino Unido da União Europeia – em patética tentativa de influenciar o referendo britânico e sua recusa em pronunciar o termo “terrorismo islâmico”.
Vale ainda citar: seus constantes ataques à 2ª emenda da Constituição Americana, que prevê o direito dos cidadãos ao porte de armas, sua escolha do controverso “aquecimento global” (ou seriam “mudanças climáticas”?) como inimigo a ser combatido (ao mesmo tempo que, como dito, se recusa a falar em terrorismo islâmico), o crescimento da ala ultrarradical de esquerda do partido democrata (Bernie Sanders, Elizabeth Warren, Loretta Lynch) que se deu sob sua tutela, sua patética tentativa de se mostrar um líder pujante diante de Vladimir Putin, expulsando embaixadores russos dos EUA e enviando tropas americanas nos países Bálticos.

Last but not least
, aquilo que talvez poderíamos chamar de “mentira primordial” e “escândalo primevo” (até mesmo porque, se levado a cabo, poderia ter evitado tudo que fora citado acima), a polêmica em torno da certidão de nascimento de Obama, investigada pelo delegado Joe Arpaio e já documentada por este Media Watch.

(Agradecimento especial ao amigo Marcelo de Paulos pelas utilíssimas lembranças.)



André Assi Barreto é mestre em Filosofia, professor, tradutor e assessor editorial.
www.andreassibarreto.org


Obrigado pela visita, volte sempre.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

15 Países PEDEM ao FBI e INTERPOL a PRISAO de LULA e DILMA



Obrigado pela visita, volte sempre.

Como Genghis Khan destruiu o reinado islâmico

Os mongóis eram um povo pastoral nômade que amava a paz, e se mantiveram pacíficos até serem provocados por incursões muçulmanas em sua terra natal. Antes do Islã, não há registro de uma invasão mongol em um lugar sequer, nem ouvimos falar da selvageria mongol. Mas quando os mongóis foram provocados pelos muçulmanos, seus instintos de auto-preservação foram despertados e eles mataram seus algozes muçulmanos aos milhões - literalmente em Tabriz, Shiraz e Bagdá. Inicialmente, os mongóis se abstiveram de usar os mesmos métodos que os muçulmanos usavam contra eles como torturar, mutilar ou aleijar os inimigos. Mongóis capturados foram arrastados pelas ruas e mortos por esporte e para entreter os moradores da cidade. Para começar, os mongóis não participaram das exibições horrendas das quais governantes muçulmanos recorriam frequentemente para provocar medo e desencorajar os mongóis - nenhuma das práticas patenteadas de mutilação e tortura islâmica que haviam acontecido sob o domínio muçulmano aconteceu inicialmente em Bukhara ou Samarkand quando foram invadidas pelos mongóis. Somente depois que os mongóis foram provocados pela tortura muçulmana como estiramento, emasculação, corte do ventre e esquartejamento, foram os mongóis capazes de retribuir a crueldade de seus inimigos muçulmanos a altura, o que levou ao abate massivo de muçulmanos pelos mongóis em Bagdá. O líderes do ocidente poderiam aprender muito com os mongóis, os únicos na História a terem chegado o mais perto de destruir o Islã. O fracasso dos mongóis em fazê-lo foi devido ao fato de que embora eles detestassem os muçulmanos, eles não perceberam que a brutalidade desses se originou do Islã e, por ironia do destino, os mongóis se abraçaram ao Islã para se tornarem parte da psique muçulmana a mesma que eles detestavam com tanto afinco antes de tudo. Qualquer um que queira lutar contra os muçulmanos, precisa entender o Islã, e precisa lutar contra o Islã e não apenas com os seus praticantes - os muçulmanos. Ou então, como os mongóis, depois de derrotar os muçulmanos no campo de batalha, esse líder acabará abraçando o Islã e se tornará parte do problema que ele começou a combater. A luta se dá na cultura e no campo de batalha, aquele que ignorar tal fato estará fadado a fracassar. Tradução: Jay Messi Revisão: Rodrigo Carmo TRADUTORES DE DIREITA Webpage: http://TradutoresdeDireita.org Facebook: http://facebook.com/tradutoresdedireita YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCJqO... Twitter: http://twitter.com/tradutores_br Vídeo original: https://youtu.be/oT76sy9RSf0




obrigado pela visita, volte sempre.

Pragmatismo e Utilitarismo