ABAIXO OS SEGUIDORES DESTE BLOG OBRIGADO POR ACOMPANHAR NOSSO BLOG.

Seguidores

sábado, 11 de abril de 2015

Paulo Freire – Charlatanismo apoiado pela classe acadêmica


A velha pergunta vem à tona: Você conhece alguém que tenha sido alfabetizado pelo método do Paulo Freire e ocupe uma posição de destaque intelectual na sociedade? É bem provável que não. 

Paulo Freire foi um pedagogo que instituiu entre outras coisas um método de alfabetização pretensamente revolucionário. Segundo ele, se tal método fosse adotado, acabaria com o analfabetismo. Convenhamos, o homem que vive de sonhos padece na ilusão. Vou além: toda vez que um sonhador conseguiu incutir seus sonhos como se fosse uma mudança social, acabou em desgraça, não só ele como todo o povo que o adotou.

O que este homem fez para ostentar o título de maior educador do país? Nem mesmo o método que disse ter inventado foi criado por ele. Copiou-o de Frank Laubach, missionário norte-americano que criou o tal método de alfabetização de adultos, plagiado porcamente pelo Paulo Freire e adotado pela casta acadêmica brasileira como o que de mais valioso a educação pode ter.

Por essas e outras o Brasil anda mal das pernas (ou do cérebro). Cogita-se para 2012 que o país cairá para a 25° posição (hoje ocupa a 23°) numa disputa com 30 países sobre o desenvolvimento intelectual de jovens adultos. Onde está o “Método Paulo Freire de Ensino”? Claro, não funciona. A África do Sul e o Egito ultrapassarão o Brasil!

Já no Ranking Mundial de Educação elaborado pela ONU a coisa é ainda pior. O Brasil ocupa a 88° posição. Professores e estudiosos (sic) afirmam, segundo o último link postado, que somente agora o país está dando devida atenção para a questão educacional. Parece que se esquecem de um projeto elaborado pelo governo militar muito conhecido até pouco tempo atrás e que virou motivo de chacota por parte destas mesmas pessoas que lecionam numa sala de aula e amargam os últimos lugares na fila, o MOBRAL. Ainda que não se saiba o que é, pouca gente não ouviu falar do projeto. Ultimamente tem sido alvo de patrulhamento por parte dos adeptos do método do Paulo Freire. 

A USP, considerada poço da intelectualidade brasileira, perdeu 15 posições no ranking mundial de Universidades e está na 53° posição. Não é aceitável que o Brasil tenha tanta gente pra comer e tão pouca gente para pensar. 

Aliás, discutindo certa vez com um aluno da USP revoltado com meu blog, o energúmeno discípulo da área de humanas escreveu “aconteçe que...”. Convenhamos: 53° posição é muito para uma universidade que permite isso. A melhor universidade do Brasil não está entre as 50 melhores do mundo.

O IDE (Índice de Desenvolvimento Educacional) do Brasil é retrato fiel do povo. Não é com alegria que eu reconheço a competência chinesa por ocupar o primeiro lugar embora eu acredite que não valha à pena uma educação doutrinadora.

Num país onde o deputado mais votado precisa passar por um “ditado” diante de um juiz para poder assumir o cargo e o país inteiro para pra prestar atenção, não se pode esperar grande coisa no âmbito educacional.

Mais, nos links abaixo.

Pedagogy of the Oppressor
Another reason why U.S. ed schools are so awful: the ongoing influence of Brazilian Marxist Paulo Freire
http://www.city-journal.org/2009/19_2_freirian-pedagogy.html

Patrono da educação brasileira


Freirianismo ou Plagio?

http://marlon2008.blogspot.com.br/2007/10/freirianismo-ou-plagio.html

Pau bem dado em Paulo Freire na Gazeta do Povo

http://tomatadas.blogspot.com.br/2012/12/pau-bem-dado-em-paulo-freire-na-gazeta.html



Obrigado pela visita, volte sempre.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...