Pular para o conteúdo principal

Por que estudar uma língua estrangeira? Por Roberta Clarice Leite.




Por que estudar uma língua estrangeira?

Há um ditado tcheco que diz: “quanto mais línguas você saber falar, mais vidas você viverá”. Essa frase faz uma alusão explicita à questão da fluência em outros idiomas. Uma ferramenta importante para a comunicação entre diferentes culturas. Hoje em dia, o mundo tornou-se pequeno porque há uma maior facilidade de obter informação e contato com diferentes partes do globo.
O indivíduo inserido neste contexto, passa a considerar o estudo de idiomas como uma ferramenta necessária para a comunicação. Isto é facilmente compreensível. Na esfera profissional, é inegável que em muitas situações o domínio de uma língua faz a diferença, seja na vaga de um emprego, seja na possibilidade de intercâmbio e relações de negócios entre países.

A correspondência é tão forte que a força do uso de um idioma estrangeiro muitas vezes reflete o poder econômico do país no qual aquela língua é a oficial. O inglês por exemplo, se estabeleceu como forte ferramenta de comunicação em incontáveis partes do mundo e até hoje mantém seu lugar. Um curso de inglês passou a ser um curso de especialização quase que obrigatório para vários tipos de profissionais.

Com a ascensão econômica da China nos últimos anos, o mandarim passou a ser mais visto. No Reino Unido, depois da língua espanhola, o idioma dos chineses é o mais procurado.  Na maior parte dos exemplos, empresas multinacionais fazem intercâmbios de profissionais, contratam especialistas de culturas diferentes, seja para trocar conhecimento ou para alargar o comércios entre países. E, entender como um povo pensa, faz parte da ação de marketing e de investimento. Mais uma vez a língua é a ferramenta chave.

No caso do indivíduo não ter aspirações profissionais altas, mesmo assim, a fluência e o estudo de uma outra língua abre um leque de possibilidades. O amadurecimento pessoal é enriquecido. Estudar uma língua não se resume apenas a saber pronunciar bem e entender como aquela nova gramática funciona. Na verdade, a cultura do país que tem a língua como oficial vem junto. A música, a literatura, as tradições locais, a gastronomia, ao estudar um novo idioma todas essas referências vêm junto.

A tecnologia funciona como um papel relevante neste aprendizado, porque além de possibilitar o contatos entre pessoas de diversos países através de um clique, colabora para a formação de uma cadeia social com novos amigos e muitas vezes essas relações provocam mais uma vez o interesse pelo estudo de outra língua.
Por fim, mas não menos importante, as viagens são exemplos clássicos para demostrar como saber uma língua estrangeira pode ser a peça chave. Não pagar micos, ser mais independente, poder vivenciar mais a atmosfera estrangeira, entender mais a cultura local. Ou seja, há motivos de sobra para adentrar o universo das línguas.


 Roberta,



fonte:



Obrigado pela visita, volte sempre.

Postagens mais visitadas deste blog

Carta de intenção Especialização: MODELOS DE CARTAS DE INTENÇÕES

A carta de intenção deve ser endereçada a coordenação do curso de especialização de interesse do candidato enfatizando os seguintes pontos: 

1) Identificação do candidato: Nome e formação universitária. 
2) Breve introdução sobre conhecimentos relacionados ao curso. 
3) Experiência acadêmica ou profissional na área de abrangência do curso, se houver. 
4) Interesse pessoal do candidato na área. 
5) Possibilidades de aproveitamento do curso em sua atuação profissional. 
6) Expectativas em relação ao curso. 

Obs.: A carta deve ser desenvolvida em no máximo 30 linhas. 

Estas regras eu não acredito que tenham que ser seguidas a risca. Vai do bom senso. 
O candidato deverá elaborar um documento, tendo no máximo duas laudas, escrito em Arial (tamanho 12) e espaço 1,5 entre as linhas >> 
A Carta de Intenção deverá conter as seguintes informações: 
1-Os motivos de ordem profissional e intelectual que o motivaram a candidatar-se, e qual a sua perspectiva com relação ao curso. 
2-Experiência acadêmica…

Você sabe, o que é Apostilamento de diploma. (CNS/CES).

Gostaria de falar com os estudantes de pedagogia como eu, que existe o apostilamento de diplomas. Uma vez na aula de legislação educacional, nosso professor falou sobre o apostilamento de diplomas. Mas o que vem a ser este ato.
Apostilamento de diplomas
É o registro feito no diploma quando o aluno apresenta conclusão de estudos adicionais.
O apostilamento de estudos adicionais de cursos concluídos antes da Lei Federal n.º 7044/82, deve ser feito pela Secretaria de Estado de Educação.
O apostilamento de estudos adicionais em diplomas de cursos concluídos depois da Lei Federal n.º 7044/82, deve ser feito pela escola que ofereceu o curso.
Documentos necessários: Diploma, histórico escolar.
Endereços das Superintendências

Apostilamento de Diploma Pedagogia
Vamos dar um ex.: Você que cursou bacharelado em pedagogia, pela nova lei de diretrizes, se você passar em um concurso público para a vaga de professor não poderá assumir o cargo. Gostaria de contar um caso verídico que aconteceu comigo.
Eu part…

Planos de Aula: Educação Física de 1ª à 4ª série do ensino fundamental.

Planos de Aula
CONTEXTUALIZAÇÃO Para que se compreenda o momento atual da Educação Física é necessário considerar suas origens no contexto brasileiro, abordando as principais influências que marcaram e caracterizaram esta disciplina e os rumos que se delinearam. No passado a Educação Física esteve estreitamente vinculada às instituições militares e à classe médica. Esses vínculos foram determinantes, tanto no que diz respeito à concepção da disciplina e suas finalidades quanto ao seu campo de atuação e à forma de ser ensinada. Por suas origens militares e por seu atrelamento quase servil aos mecanismos de manutenção vigente na história brasileira, tanto a prática como a reflexão teórica no campo da Educação Física, restringiram os conceitos de corpo e movimento (fundamentos de seu trabalho) aos seus aspectos fisiológicos e técnicos. Atualmente, a análise crítica e a busca de superação dessa concepção apontam a necessidade de que, além daque…