Pular para o conteúdo principal

Agressão a motorista teria provocado queda de ônibus que matou sete no Rio Luiz Prisco Renata Mariz - -


Agressão a motorista teria provocado queda de ônibus que matou sete no Rio

Publicação: 03/04/2013 07:25 Atualização: 03/04/2013 07:31
Uma multidão de curiosos se aglomerou para ver o ônibus tombado, atrapalhando o trabalho dos bombeiros (Vanderlei Almeida / AFP)
Uma multidão de curiosos se aglomerou para ver o ônibus tombado, atrapalhando o trabalho dos bombeiros

Pelo menos sete pessoas morreram e 11 ficaram feridas, a maioria gravemente,em um acidente com o ônibus da linha 328, que caiu do Viaduto Brigadeiro Trompowski — de acesso às ilhas do Fundão e do Governador (Zona Norte)—sobre a Avenida Brasil,a mais movimentada do Rio de Janeiro e principal via de ligação do subúrbio como Centro. Segundo informações prestadas no local do desastre por sobreviventes e testemunhas,uma discussão entre o motorista do coletivo e um passageiro antecedeu a queda de uma altura de 10 metros. O passageiro, irritado por não ter conseguido descer no ponto desejado, teria pulado a roleta e desferido um chute no motorista, que perdeu o controle do veículo. As circunstâncias do acidente ainda serão apuradas.


Entre os mortos, cinco são homens entre 36 e 41 anos. Uma mulher de 62 anos e uma que ainda não havia sido identificada até o fechamento desta edição completam a lista de mortos. Os hospitais Miguel Couto, de Bonsucesso, Souza Aguiar, Sacaruna e Getúlio Vargas receberam os feridos na tragédia. Há, pelo menos, dois politraumatizados. Uma adolescente de 17anos quebrou a clavícula e sofreu traumatismo craniano leve. Uma menina de 7 anos foi levada para o centro de tomografia do Hospital Federal de Bonsucesso.

Os feridos foram resgatados de helicóptero pela equipe do Corpo de Bombeiros, mobilizada logo depois da tragédia. Segundo o comandante da corporação, Sérgio Simões, cerca de 50 homens atuaram no atendimento às vítimas. No início da noite, o ônibus foi desvirado com a ajuda de máquinas. Funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) retiraram os destroços da via. O trânsito no sentido Centro foi bloqueado. Nos dois sentidos da via expressa foram formados grandes engarrafamentos.

VISTORIA EM DIA Segundo a assessoria da Secretaria municipal de Transportes,o ônibus da empresa Paranapuan pertencente ao consórcio Internorte estava com a documentação em dia e apresentava bom estado de conservação. A última inspeção pela qual o veículo passou foi em 3 de setembro de 2012. As vistorias têm validade de um ano. A Transportes Paranapuan é uma das empresas de transporte mais antigas do Rio, fundada em 1950. Tem 700 empregados e uma frota de 213 ônibus. Otacílio Monteiro, vice-presidente do Sindicato Rio Ônibus, ao qual a Paranapuan é ligada, disse não saber se motoristas de ônibus do município recebem treinamento de como se comportar em caso de discussão ou agressão praticadas por passageiros e lembrou que os coletivos são equipados com câmeras de segurança que podem ajudar a esclarecer o que ocorreu antes do acidente.


http://www.em.com.br/app/noticia/nacional/2013/04/03/interna_nacional,366653/agressao-a-motorista-teria-provocado-queda-de-onibus-que-matou-sete-no-rio.shtml

Obrigado pela visita, volte sempre.
  pegue a sua no TemplatesdaLua.com

Postagens mais visitadas deste blog

Carta de intenção Especialização: MODELOS DE CARTAS DE INTENÇÕES

A carta de intenção deve ser endereçada a coordenação do curso de especialização de interesse do candidato enfatizando os seguintes pontos: 

1) Identificação do candidato: Nome e formação universitária. 
2) Breve introdução sobre conhecimentos relacionados ao curso. 
3) Experiência acadêmica ou profissional na área de abrangência do curso, se houver. 
4) Interesse pessoal do candidato na área. 
5) Possibilidades de aproveitamento do curso em sua atuação profissional. 
6) Expectativas em relação ao curso. 

Obs.: A carta deve ser desenvolvida em no máximo 30 linhas. 

Estas regras eu não acredito que tenham que ser seguidas a risca. Vai do bom senso. 
O candidato deverá elaborar um documento, tendo no máximo duas laudas, escrito em Arial (tamanho 12) e espaço 1,5 entre as linhas >> 
A Carta de Intenção deverá conter as seguintes informações: 
1-Os motivos de ordem profissional e intelectual que o motivaram a candidatar-se, e qual a sua perspectiva com relação ao curso. 
2-Experiência acadêmica…

Planos de Aula: Educação Física de 1ª à 4ª série do ensino fundamental.

Planos de Aula
CONTEXTUALIZAÇÃO Para que se compreenda o momento atual da Educação Física é necessário considerar suas origens no contexto brasileiro, abordando as principais influências que marcaram e caracterizaram esta disciplina e os rumos que se delinearam. No passado a Educação Física esteve estreitamente vinculada às instituições militares e à classe médica. Esses vínculos foram determinantes, tanto no que diz respeito à concepção da disciplina e suas finalidades quanto ao seu campo de atuação e à forma de ser ensinada. Por suas origens militares e por seu atrelamento quase servil aos mecanismos de manutenção vigente na história brasileira, tanto a prática como a reflexão teórica no campo da Educação Física, restringiram os conceitos de corpo e movimento (fundamentos de seu trabalho) aos seus aspectos fisiológicos e técnicos. Atualmente, a análise crítica e a busca de superação dessa concepção apontam a necessidade de que, além daque…

Gêneros Orais e escritos na escola” DOLZ , J. e SCHNEUWLY, B. (resumo)

Gêneros e Progressão em Expressão Oral e Escrita. Elementos para reflexões sobre uma experiência suíça (francófona). In “Gêneros Orais e escritos na escola”DOLZ , J. e SCHNEUWLY, B.
Este livro reúne um conjunto de nove artigos de Schneuwly, Dolz e colaboradores, traduzidos e organizados por Rojo e Cordeiro, cuja análise centra-se no texto como “a base do ensino-aprendizagem de língua portuguesa.” (p.7).
1 - Apresentação: Gêneros Orais e Escritos como objetos de ensino: modo de pensar, modo de fazer. Foi na década de 1980, no Brasil, que estudos e práticas pedagógicas começaram a serem desenvolvidas tendo o texto como fundamento. De lá para cá, o texto, na maioria das vezes, vem sendo tomado como um objeto empírico através do qual se efetivam práticas de leitura, análise lingüística e produção de textos. Inserindo-se no rol de estudiosos do tema que criticam essa abordagem limitada do uso do texto, as organizadoras esclarecem que, a partir do século XXI, novas pesquisadas vêm sendo produz…