Pular para o conteúdo principal

Cinco dicas para decorar famílias e elementos da tabela periódica Guilherme Dearo

Se tem uma coisa que deixa um estudante preocupado, são as centenas de fórmulas e nomes para aprender e memorizar, não é mesmo? Quando se fala em química e na tabela periódica então…
Mas alguns macetes podem ajudar a deixar as coisas frescas na mente. São as chamadas frases mnemônicas (que é auxiliar da memória, ajuda na memorização). Frases comuns, mas que “escondem” informações importantes.
Confira a seguir cinco dicas para decorar famílias e elementos da tabela periódica
1. Frases para decorar as famílias da tabela
As letras em laranja das palavras são os símbolos dos elementos químicos daquela família.
1A - Hoje Li Na Kama Robinson Crusoé em Francês
2A - Bela Margarida Casou com o Senhor Bartolomeu Ramos
3A - Belas Alunas GermânicaIndo Telefonar
Bom, Algum Gato Invadiu o Telhado
Bebi Alcóol e Ganhei uma Indigestão Tola
4A – Casou Silicia Germana com Senador Paraibano
Comi Siri Gelado Sen Problemas
Como Silêncio Geralmente Sanamos Problemas
Com Sinceridade Geralmente tenho Sonhos Proíbidos
5A - Nossos Pais Assam Saborosos Bifes
Não Posso Assinar nada Sobre a blia
Não é Possível Assar Saborosos Biscoitos
6A - OS SeTe Porquinhos.
O Sangue do Senhor TePoder
7A - Foram Clamados Bravos Índios Ateus.
Foi Cláudio o Bravo quem Invadiu Atenas
Ficou Claro que Brahma é Igual a Antartica
8A - lio Negou Arroz a Kristina e foi pra Xerém com Renata.
HomeNenhum Arranca Kriptonita do Xerife de Rondônia
1B – Cuspi no cão de Agnaldo, ele fez Au
2B - Zenilda tem CadHolograma
3B – Sócios Ygnorantes Lavam Ácaros
4B - TiZiro viajou com Half e Rafa
5B - Vi o Nobel, ele  Débil
6B – Creunice Morou com Walter Sargento
7B - Minha Torcida é de Recife
8B Conheci a RHIrmã do Mateus
2. Frase para decorar os elementos mais eletronegativos da tabela periódica
F > O > N = Cl > Br > I = S = C = P = H
Fui Ontem NClube Brasileiro I Só Comi Pão Holandês.
3. Estrofe para decorar as camadas eletrônicas
Para gravar a ordem da tabela de Linus Pauling: S, P, D, F:
Sapo Pula Dando Facadas
Sexo Pode Dar Filhos
SoPDFeijão
São Paulo Distrito Federal
4. Frases para se lembrar da nomenclatura de Ácidos
Na nomenclatura de ácidos, troca-se ISO por OSO, ATO por ICO e ETO por IDRICO.
- mosquITO teimOSO, te mATO te pICO, te mETO no vIDRICO
- gostOSO e bonITO, eu fICO no ATO
5. Macete para se lembrar do significado de átomos isóbaros, isótonos e isótopos
Isóbaros têm o mesmo número de massa.
isob A ros (A é o símbolo para massa atômica)
Isótonos têm o mesmo número de neutrons.
isoto N os
Isótopos têm o mesmo número de prótons.
isoto P os
Mas é bom lembrar que decorar as frases não substitui o estudo para valer! Elas servem apenas para ajudar em alguns momentos, como quando dá um branco no meio da prova. E o mais importante é entender a tabela periódica e não decorá-la, ou seja, entender por que os elementos estão organizados daquela maneira e quais informações podem ser tiradas dali.
E vocês, gostam dessas frases mnemônicas? Conhecem mais dicas? Escrevam nos comentários!
Related posts:
  1. Cinco músicas para estudar preposições e crase
  2. Nova série de TV dá dicas para ir bem no Enem
  3. Quatro tabelas periódicas divertidas para você estudar química

Obrigado pela visita, volte sempre.

Postagens mais visitadas deste blog

Carta de intenção Especialização: MODELOS DE CARTAS DE INTENÇÕES

A carta de intenção deve ser endereçada a coordenação do curso de especialização de interesse do candidato enfatizando os seguintes pontos: 

1) Identificação do candidato: Nome e formação universitária. 
2) Breve introdução sobre conhecimentos relacionados ao curso. 
3) Experiência acadêmica ou profissional na área de abrangência do curso, se houver. 
4) Interesse pessoal do candidato na área. 
5) Possibilidades de aproveitamento do curso em sua atuação profissional. 
6) Expectativas em relação ao curso. 

Obs.: A carta deve ser desenvolvida em no máximo 30 linhas. 

Estas regras eu não acredito que tenham que ser seguidas a risca. Vai do bom senso. 
O candidato deverá elaborar um documento, tendo no máximo duas laudas, escrito em Arial (tamanho 12) e espaço 1,5 entre as linhas >> 
A Carta de Intenção deverá conter as seguintes informações: 
1-Os motivos de ordem profissional e intelectual que o motivaram a candidatar-se, e qual a sua perspectiva com relação ao curso. 
2-Experiência acadêmica…

Planos de Aula: Educação Física de 1ª à 4ª série do ensino fundamental.

Planos de Aula
CONTEXTUALIZAÇÃO Para que se compreenda o momento atual da Educação Física é necessário considerar suas origens no contexto brasileiro, abordando as principais influências que marcaram e caracterizaram esta disciplina e os rumos que se delinearam. No passado a Educação Física esteve estreitamente vinculada às instituições militares e à classe médica. Esses vínculos foram determinantes, tanto no que diz respeito à concepção da disciplina e suas finalidades quanto ao seu campo de atuação e à forma de ser ensinada. Por suas origens militares e por seu atrelamento quase servil aos mecanismos de manutenção vigente na história brasileira, tanto a prática como a reflexão teórica no campo da Educação Física, restringiram os conceitos de corpo e movimento (fundamentos de seu trabalho) aos seus aspectos fisiológicos e técnicos. Atualmente, a análise crítica e a busca de superação dessa concepção apontam a necessidade de que, além daque…

Gêneros Orais e escritos na escola” DOLZ , J. e SCHNEUWLY, B. (resumo)

Gêneros e Progressão em Expressão Oral e Escrita. Elementos para reflexões sobre uma experiência suíça (francófona). In “Gêneros Orais e escritos na escola”DOLZ , J. e SCHNEUWLY, B.
Este livro reúne um conjunto de nove artigos de Schneuwly, Dolz e colaboradores, traduzidos e organizados por Rojo e Cordeiro, cuja análise centra-se no texto como “a base do ensino-aprendizagem de língua portuguesa.” (p.7).
1 - Apresentação: Gêneros Orais e Escritos como objetos de ensino: modo de pensar, modo de fazer. Foi na década de 1980, no Brasil, que estudos e práticas pedagógicas começaram a serem desenvolvidas tendo o texto como fundamento. De lá para cá, o texto, na maioria das vezes, vem sendo tomado como um objeto empírico através do qual se efetivam práticas de leitura, análise lingüística e produção de textos. Inserindo-se no rol de estudiosos do tema que criticam essa abordagem limitada do uso do texto, as organizadoras esclarecem que, a partir do século XXI, novas pesquisadas vêm sendo produz…